Lua ‘morango’: superlua desta quinta-feira (24) será a última de 2021

Fenômeno poderá ser visto no Brasil a partir das 18h

Fenômeno poderá ser visto do Brasil a partir das 18h
Fenômeno poderá ser visto do Brasil a partir das 18h Foto: David Gray/AFP/Getty Images

Sarah Molano e Ashley Strickland, da CNN

Ouvir notícia

A última superlua de 2021 – a lua cheia “morango” –  estará no céu nesta quinta-feira (24). Os espectadores verão uma grande lua dourada (desculpe, não da cor de morango) por duas a três noites, de acordo com a EarthSky.

Pessoas de todo o mundo poderão ver a lua morango, independentemente de onde estiverem em relação ao horizonte. As definições de ‘superlua’ podem variar, mas o termo geralmente denota uma lua cheia que é mais brilhante e mais próxima da Terra e, portanto, parece maior no céu noturno.

“O termo ‘superlua’ é muito recente e passou a ser usado para qualquer lua cheia ou nova dentro de 90% de sua abordagem mais próxima da Terra”, explicou Christine Shupla, gerente de educação e engajamento público do Instituto Lunar e Planetário.

“Por essa definição, a lua cheia de 24 de junho também é uma superlua embora não esteja tão próxima quanto as superluas que tivemos em maio e abril”, disse. 

Alguns seguem uma definição mais rígida para superlua, como Noah Petro, um cientista lunar do Centro Goddard Space Flight da NASA. Para ele, a única superlua real é a lua cheia mais próxima da Terra que tivemos este ano, que foi a lua “flor” do mês passado. 

“O fato de não haver uma definição padrão é um incômodo, mas qualquer coisa que deixe as pessoas interessadas e entusiasmadas em olhar e quererem saber mais sobre a Lua é ótimo!” afirmou Petro.

Superlua desta quinta-feira (24) será a última deste ano
Superlua desta quinta-feira (24) será a última deste ano
Foto: Jesus Merida/SOPA Images/LightRocket/Getty Images

A lua morango é a primeira das quatro luas cheias do verão norte-americano. Seu nome, que vem dos povos indígenas, refere-se ao amadurecimento dos morangos e outras frutas que ocorre no final da primavera e início do verão.

As comunidades Sioux, Chippewa e Ojibwe, por exemplo, referem-se à lua cheia de junho como a lua do morango, de acordo com o site do Planetário da Universidade Western Washington.

Outros grupos deram-lhe nomes um pouco diferentes,que ainda indicam a estação frutífera de junho, como o termo “lua da amora-preta”. 

Muitas tribos indígenas, entretanto, têm apelidos de lua cheia de junho que não têm nada a ver com frutas, incluindo “msheke’kesis” da tribo Potawatomi, ou “lua da tartaruga” e “at gadaxeet dis” ou “lua natal” dos Tlingit. 

As alternativas europeias da lua cheia de junho são “lua de mel” ou “lua de hidromel”, de acordo com o Almanaque do Velho Fazendeiro. Isso pode ser devido à reputação de junho de ser o mês dos casamentos, e pode ser a origem do uso do termo “lua de mel” para férias pós-casamento.

Típico de um ano normal, 2021 tem 12 luas cheias. (Houve 13 luas cheias no ano passado, duas das quais em outubro.)

Confira abaixo todas as luas cheias que teremos em 2021 e seus nomes, de acordo com o “Almanaque do Velho Fazendeiro”:

  • 23 de julho – lua buck;
  • 22 de agosto – lua de esturjão;
  • 20 de setembro – lua da colheita;
  • 20 de outubro – lua do caçador;
  • 19 de novembro – lua do castor;
  • 18 de dezembro – lua fria.

(Texto traduzido, leia original em inglês aqui)

Mais Recentes da CNN