Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Para evitar preconceitos, inseto conhecido como “vespa assassina asiática” ganha novo nome

    Mudança foi feita pela Sociedade Entomológica da América e pela Sociedade Entomológica do Canadá

    A vespa gigante do norte é apelidada de "assassina" por eliminar colônias de abelhas e ter veneno suficiente para matar humanos com mais de uma picada
    A vespa gigante do norte é apelidada de "assassina" por eliminar colônias de abelhas e ter veneno suficiente para matar humanos com mais de uma picada Foto: Shutterstock

    Rachel Fademda CNN

    A “vespa assassina” não existe mais. Pelo menos, seu nome se foi. A Sociedade Entomológica da América (ESA) e a Sociedade Entomológica do Canadá adotaram um novo nome para o inseto, também conhecido como vespa gigante asiática, dizendo que “o uso de ‘asiático’ no nome de um inseto praga pode, involuntariamente, reforçar sentimento anti-asiáticos.

    A mudança ocorre, especialmente, “em meio a um aumento de crimes de ódio e discriminação contra pessoas de ascendência asiática”.

    A ESA adotou o nome “vespa gigante do norte” para a espécie em seu banco de dados de nomes comuns de insetos.

    Como todas as vespas são nativas da Ásia, o nome vespa gigante asiática não transmite informações únicas sobre a biologia ou o comportamento da espécie, de acordo com a ESA.

    Chris Looney, entomologista do Departamento de Agricultura do Estado de Washington, foi o autor da proposta de mudança de nome, dizendo que o nome comum anterior da espécie, cientificamente chamado de Vespa mandarinia, “é na melhor das hipóteses um adjetivo neutro e pouco informativo, potencialmente uma distração de personagens, e no pior dos casos, uma maneira racista.”

    “Não quero que meus colegas, amigos e familiares asiático-americanos ou das ilhas do Pacífico tenham conotações negativas com espécies invasoras ou pragas que possam ser usadas contra eles de maneira negativa”, disse a presidente da ESA, Jessica Ware.

    Em 2021, a ESA atualizou suas diretrizes para nomes comuns de insetos aceitáveis ​​para banir nomes que se referem a grupos étnicos ou raciais ou que possam causar medo e desencorajar nomes que fazem referência a áreas geográficas, especialmente para espécies invasoras.

    “Os nomes comuns são uma ferramenta importante para os entomologistas se comunicarem com o público sobre insetos e ciência de insetos”, disse Ware em comunicado na segunda- feira.

    “A vespa gigante do norte é cientificamente precisa e fácil de entender, e evita evocar medo ou discriminação”.

    A vespa gigante do norte representa uma ameaça potencial para as abelhas, a saúde humana e a agricultura, disse Karla Salp, diretora interina de comunicações do Departamento de Agricultura do Estado de Washington.

    Em 2019, a vespa, agora conhecida como vespa gigante do norte, foi encontrada no estado de Washington, e desde então houve esforços para erradicar a espécie inteiramente. A população ajudou a encontrar três dos quatro ninhos que foram erradicados no estado, demonstrando que a conscientização da população é fundamental.

    O estado de Washington é o único estado dos EUA que confirmou avistamentos de vespas gigantes do norte, mas a espécie pode encontrar habitat em outros lugares do noroeste do Pacífico se não for contida, de acordo com um estudo de 2021 no Journal of Insect Science.

    “Se for permitido se estabelecer em regiões da América do Norte, a vespa gigante do norte pode impactar significativamente os ecossistemas locais”, de acordo com o kit de ferramentas de nome comum da ESA para a vespa gigante do norte.

    “As vespas gigantes do norte geralmente não atacam as pessoas, mas o farão se forem provocadas ou ameaçadas”, disse o kit de ferramentas. “Seu ferrão é mais longo que o das abelhas e vespas encontradas na América do Norte, e seu veneno é mais tóxico”.

    Comparação de tamanho entre a vespa gigante asiática e outros insetos
    Comparação de tamanho entre a vespa gigante do norte e outros insetos / Foto: Washington State Department of Agricultu

    Vespas gigantes do norte não são a única coisa que causa danos às colmeias de abelhas, e a palavra assassinato evoca medo, disse Ware. Ela espera que a mudança de nome permita que as pessoas aprendam e entendam a espécie de uma perspectiva mais ampla.

    “Mesmo que a vespa gigante do norte tenha algumas coisas negativas, como todas as 1,5 milhão de espécies de insetos que existem, ela tem uma vida complicada”, disse Ware.

    “Algumas partes de sua história de vida e ecologia são realmente fascinantes. Ela existe há mais de milhões de anos antes mesmo de os humanos entrarem em cena.”

    Ware incentiva as pessoas a enviarem uma solicitação ao Better Common Names Project se houver um nome de inseto que eles acreditem que deva ser alterado.

    *Com informações de Jennifer Henderson

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original