Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    O que é Realidade Aumentada, como funciona e exemplos de aplicativos

    A realidade aumentada dispõe de conteúdo digital em ambientes reais para facilitar o cotidiano; mas como ela funciona e ajuda as pessoas? Entenda tudo aqui

    O que é Realidade Aumentada, como funciona e exemplos de uso

    Da CNN

    Ouvir notícia

    A imersão que a tecnologia oferece às pessoas e empresas traz soluções que antes pareciam distantes para o cotidiano. Uma delas é a realidade aumentada.

    Misturando o mundo real com o virtual — e com a ajuda da inteligência artificial, os sensores e as lentes — ela tem criado possibilidades na indústria, na arquitetura e até no mundo dos jogos.

    Enquanto algumas pessoas escutam o termo R.A e não associam a nada, pessoas aproveitam de benefícios dela sem saber qual é o nome dado a ela. Então, finalmente, o que é realidade aumentada?

    Se você tem essa dúvida, continue lendo para entender não só seu significado, mas também seu funcionamento, usos e impactos.

    O que é realidade aumentada?

    A realidade aumentada (RA) consiste em uma tecnologia que integra um conteúdo virtual dentro de um cenário real a partir de câmeras. Com isso, ela permite sobrepor elementos — oferecendo um mundo real com outros olhos.

    Essa tecnologia é capaz de criar uma camada digital sobre qualquer cena, ampliando, de fato, o que se vê em um smartphone, tablet ou qualquer outro aparelho com câmera.

    Um ponto de atenção aqui é que, embora também leve o nome de realidade expandida ou ampliada, a RA não é a mesma coisa que a realidade virtual.

    Enquanto a primeira inclui elementos virtuais no mundo real, a RV faz o oposto: cria ambientes virtuais e transporta as pessoas para esses lugares, por meio de instrumentos tecnológicos como óculos.

    Como funciona a realidade aumentada?

    Mas afinal, como funciona a realidade aumentada? Esse sistema depende alguns componentes básicos:

    • câmeras e lentes: captam as imagens e informações do ambiente real para serem interagidos com objetos virtuais e exibem o conteúdo na plataforma;
    • sensores: fazem as leituras dos objetos, permitindo que o dispositivo determinar sua localização e características;
    • computação: realiza o processamento dos dados, permitindo a RA reconhecer os objetos identificados com as câmeras e sensores;
    • inteligência artificial (IA): realiza o processamento dos dados para realizar tarefas mais complexas, principalmente dentro de um aplicativo de RA.

    A partir desses elementos, a realidade aumentada consegue realizar seu objetivo, criando uma experiência de imersão para todos os usuários.

    Como essa tecnologia impacta a sua vida?

    Entendendo que é realidade aumentada e como ela funciona, fica mais fácil perceber o impacto dela na vida das pessoas.

    O impacto da RA cresce na medida em que o acesso à internet por dispositivos móveis também aumenta. Dados do IBGE de 2018 mostram que 98% das pessoas de 10 anos ou mais acessaram a internet pelo celular.

    Se esse é o ambiente em que se pode aproveitar a RA, os usuários passam a ser contemplados por estratégias que também aproveitam essa tecnologia dentro dos aparelhos.

    E pensando no uso em geral dessa solução, a realidade aumenta consegue ter três principais impactos:

    • oferece o aprendizado individualizado das experiências;
    • variedade de aplicativos em melhoria contínua;
    • aumento da precisão e eficiência nos usos.

    4 exemplos da realidade aumentada

    A melhor maneira de entender os impactos da RA é conhecendo exemplos de realidade aumentada. Seja nos jogos, na indústria 4.0, na arquitetura ou na saúde, eles existem. Conheça essas aplicações a seguir.

    Jogos

    O jogo Pokémon Go é um dos exemplos da realidade aumentada mais conhecidos na atualidade. Imagem: shutterstock / Stoyan Yotov

    Um dos exemplos da realidade aumentada mais famosos são os jogos. A ideia é fazer com que dentro de um aplicativo seja possível simular atividades virtuais dentro do cenário real em que a câmera está apontada.

    O Pokémon Go é o mais conhecido deles, realizando a interação entre um personagem real e virtual. Ao se mexer pelo mundo real, os jogadores encontram Pokémons em qualquer lugar que estejam.

    Para isso, o jogo capta as informações de localização e realiza a inserção do personagem virtual no ambiente. O sucesso foi tão forte quando teve seu lançamento, em 2016, que o game atingiu a marca de 40 milhões de usuários diários ativos.

    Indústria 4.0

    A RA também é usada como elemento da indústria 4.0, realizando monitoramentos e manutenções de forma mais precisa. A ideia é integrar o ambiente industrial com uma projeção virtual.

    Essas ferramentas podem melhorar o processo de produção das indústrias, realizando manutenções e análises das máquinas em tempo real, além de também ser fazer testes de simulação.

    Juntamente com outras tecnologias como Big Data e inteligência artificial, a RA consegue realizar manutenções preventivas e corretivas e tornar os processos mais produtivos.

    Arquitetura

    Outro exemplo da realidade aumentada é dentro do setor de arquitetura. O principal uso é a projeção do cenário dentro de um ambiente real para conhecer como ela realmente ficaria.

    Para isso é necessário realizar um scan do ambiente onde serão implementados os projetos, realizando uma leitura precisa desse local com câmeras e sensores.

    Depois disso, dá para fazer o projeto baseado nessa tecnologia, realizando as alterações necessárias e ver como serão as montagens.

    O sistema também permite que o cliente tenha uma experiência sensorial com o projeto, antes mesmo das obras começarem.

    Saúde

    A RA também tem feito avanços significativos dentro do setor de saúde. E isso é principalmente útil na realização de procedimentos cirúrgicos mais seguros e precisos.

    A RA permite que os profissionais tenham a oportunidade de ganhar experiência prática durante procedimentos, sem o risco de gerar qualquer dano para si próprios ou para os pacientes. Ou seja, é um novo meio de aprendizagem.

    Através da tecnologia, também, o pessoal médico pode aprender praticamente todos os aspectos relacionados com a anatomia e cirurgia de uma forma segura. Ainda, é possível simular um atendimento médico com um paciente virtual.

    Como as empresas já estão usando a realidade aumentada?

    Como as empresas já estão usando a realidade aumentada? Imagem: shutterstock / Gorodenkoff

    A demanda crescente coloca o RA no radar de negócios: o tamanho do mercado global de RA deve se expandir a um crescimento anual (CAGR) de 40,9% de 2022 a 2030, tendo seu valor estimado em US$ 25,33 bilhões no ano de 2021.

    Os dados divulgados pelo Grand Review Research não são à toa. As empresas de varejo são um dos setores que mais tem aproveitado essa ferramenta dentro dos seus negócios.

    Lojas como a IKEA trouxeram inovações nesse sentido. Em 2013, a empresa lançou um app para que o público pudesse visualizar os produtos vendidos por ela dentro da própria casa, por meio da câmera.

    Isso facilitava a escolha dos itens em relação ao tamanho e design dos produtos, fazendo com que as pessoas fizessem compras mais acertadas — o que aumenta a satisfação do público.

    Trazendo mais um exemplo de varejo, no Brasil, a marca de tintas Coral também investiu em um aplicativo que solucionasse uma dúvida comum para quem pinta a casa: qual cor escolher.

    A empresa entrega uma tecnologia diferenciada para que se possa comparar e combinar diferentes tonalidades e, naturalmente, consegue vender melhor seu produto.

    Apps com essa tecnologia para você testar

    Para diversificar os usos de aplicativos, veja algumas opções para testar, de maneira fácil, como aproveitar a RA.

    Google Maps: Live View

    Aplicativo de realidade aumentada Google Maps: Live View – Foto: reprodução Google

    O aplicativo do Google Maps conta com um recurso chamado “Live View” que permite que os usuários visualizem as rotas escolhidas em realidade aumentada.

    A câmera, quando é ativada, mostra indicadores visuais para seguir o caminho e mostra destino final. É possível usar tanto no Android como no iOS.

    Medida (iOS)

    / Aplicativo de realidade aumentada Medida (iOS) – Foto: reprodução Google

    Outro aplicativo interessante de RA é o Medida, disponível apenas no iOS. Ele funciona como uma espécie de fita métrica, permitindo medir o tamanho dos objetos ao seu redor por meio da câmera.

    Para usar, só é preciso abrir o app e, para adicionar os pontos, clicar no ícone “+”.

    Ink Hunter

    / Aplicativo de realidade aumentada Ink Hunter – Foto: reprodução Google

    O Ink Hunter é a solução de RA para quem quer se tatuar. O app permite testar como uma tatuagem vai ficar.

    Para usar é bem simples: você só precisa marcar o espaço no seu corpo com uma caneta e apontá-lo para a câmera. É possível baixar esse app tanto no Android como no iOS.

    Dúvidas frequentes sobre RA

    Quando surgiu a realidade aumentada?

    O início do que levaria a criação da RA começou nos anos 60, com o investigador Ivan Sutherland.

    Ele elaborou um capacete de visão ótica direta para visualizar objetos 3D no ambiente real. Mas, oficialmente, o termo só foi idealizado em 1992 por Thomas P. Caudell, cientista e pesquisador.

    Como a realidade aumentada pode ser usada?

    Ela pode ser usada de diversas formas: no universo dos jogos, na indústria, na arquitetura, na saúde e no varejo.

    O que é realidade aumentada e virtual?

    A realidade aumentada e virtual não são a mesma coisa.

    A RA é aquela em que se cria objetos virtuais em um cenário real através da câmera. Já a virtual cria um cenário 3D que pode ser acessado pelas pessoas por meio de óculos.

    Se você quer continuar acompanhando matérias sobre tech, aproveite para navegar mais matérias sobre tecnologia.

    Tópicos

    Tópicos

    Mais Recentes da CNN