Veja alternativas de aplicativos para trocar mensagens de graça

Instabilidade no aplicativo de mensagens mais popular do Brasil não precisa te deixar incomunicável

O que fazer quando o WhatsApp fica fora de serviço? Há alternativas para o mais popular aplicativo de mensagens do Brasil
O que fazer quando o WhatsApp fica fora de serviço? Há alternativas para o mais popular aplicativo de mensagens do Brasil Pexels/Cottonbro

Giovanna Galvanida CNN

em São Paulo

Ouvir notícia

A mensagem do WhatsApp ficou sem o símbolo de enviada ou recebida por um tempo e o problema não está na internet e nem no celular? O mais popular aplicativo de troca de mensagens do Brasil passou por instabilidade e ficou mais de 7 horas fora do ar nesta segunda-feira (4).

Quando o WhatsApp cai, é comum que as redes sociais – em especial o Twitter, que foge da alçada das empresas de Mark Zuckerberg, também dono do Facebook – entrem em polvorosa: são trocas de trabalho, conversas pessoais e alguns memes perdidos no tempo em que a plataforma demora para voltar.

O problema pode ser local ou global, mas uma coisa é certa: os usuários não podem deixar de se comunicar por conta disso.

CNN separou algumas alternativas de aplicativos de troca de mensagens que podem ser uma boa reserva para a próxima vez que o WhatsApp cair – ou, quem sabe, podem se tornar o carro-chefe das suas comunicações no dia a dia.

Telegram

O Telegram já é um famoso concorrente do WhatsApp no Brasil, e possui funcionalidades semelhantes que não devem ser um percalço para quem ainda não é familiarizado com ele, como envio expresso de texto, áudios, fotos, criação de grupos, vídeochamadas, compartilhamento de figurinhas, entre outros.

Todas as mensagens são criptografadas de ponta-a-ponta. Isso significa que o conteúdo das mensagens é codificado até chegar ao destinatário, e nenhum intermediário – nem mesmo a empresa – pode visualizá-lo.

Disponível gratuitamente no Google Play e Apple Store, o Telegram também tem uma versão funcional para aqueles que usam os aplicativos na tela do computador, assim como o WhatsApp Web.

Signal

O Signal teve um pico de popularidade após o WhatsApp ter anunciado mudanças nas configurações de privacidade e chegou a ser elogiado por Elon Musk, o bilionário dono da Tesla.

O aplicativo também tem todas as mensagens criptografadas de ponta-a-ponta e funcionalidades semelhantes com os demais.

Além disso, ele também permite ao usuário escolher alertas personalizados para cada contato e conta com edição de imagens mais potente do que os concorrentes.

O Signal está disponível gratuitamente no Google Play e Apple Store.

Signal App
Chamada de vídeo em aplicativo de mensagens Signal Foto: Divulgação/Signal

WeChat

Fenômeno na China, também gratuito e com funcionalidades semelhantes aos demais, o WeChat pode ser especialmente interessante para aqueles que comunicam-se globalmente: o aplicativo oferece tradução simultânea em mais de 20 idiomas.

Há também mesmo recursos para encontrar pessoas desconhecidas ao redor que também estão conectadas ao WeChat.

O aplicativo também não requer o fornecimento do número de telefone para criar uma conta nova, já que o usuário pode escolher por identificar-se por meio de um ID, que pode ser o e-mail ou um QR Code gerado pelo app.

Uma curiosidade: o recurso de pagamentos WeChat Pay, que realiza transações pelo próprio aplicativo na China, foi uma das inspirações para a mesma funcionalidade passar a acontecer no WhatsApp.

Segundo a empresa, a segurança do aplicativo foi certificada pela TRUSTe, empresa global especializada em proteção de dados.

O WeChat está disponível gratuitamente no Google Play e Apple Store.

Viber

O aplicativo japonês Viber foi criado em 2010 pouco depois do WhatsApp, que nasceu em 2009 nos Estados Unidos, e também popularizou-se entre os meios gratuitos de troca de mensagens.

Para cadastrar-se, o Viber requer apenas o seu número de telefone e dispensa outras informações adicionais de login. Assim como o WhatsApp, o aplicativo utiliza da base de contatos no telefone para encontrar os amigos e possibilitar a troca de mensagens.

O aplicativo adotou recentemente o recurso de proteção de ponta-a-ponta de todas as mensagens e conteúdos, que incluem fotos e vídeos.

O Viber está disponível gratuitamente no Google Play e Apple Store.

Skype

Conhecido no Brasil há tempos como uma das primeiras ferramentas para chamadas de vídeo a longa distância, o Skype também pode substituir o WhatsApp em dias de instabilidade – e não necessariamente com as vídeochamadas.

A ferramenta dispõe de um chat mais simples que as alternativas anteriores, mas também permite o compartilhamento de imagens, vídeos e até chamadas de voz para celulares e telefones fixos a taxas locais. Além disso, o uso vai além do celular e do computador e tem um bom funcionamento em tablets.

Todos os recursos de voz, vídeo, transferências de arquivos e mensagens instantâneas são criptografados.

O Skype está disponível gratuitamente no Google Play e Apple Store (link para iPhones).

Google Chat

Uma boa alternativa para quem usa os serviços do Google no dia-a-dia – como o Google Chrome, Gmail, Drive e outros – é utilizar o Google Chat.

Uma das vantagens da ferramenta é poder integrar as funcionalidades de planilhas, documentos, agendas e outros gadgets do Google com membros da equipe de trabalho, por exemplo.

Os recursos tornaram-se gratuitos a todos recentemente. Antes, era necessário realizar um plano de assinatura do antigo G Suite para acessar a ferramenta.

Os recursos de chat do Google usam a criptografia Transport Layer Security (TLS), um tipo de criptografia que também protege os dados de ponta-a-ponta.

O Google Chat está disponível no Google Play e Apple Store.

Messenger

O último item da lista não é o menos popular: na verdade, o Messenger é bem conhecido entre aqueles que utilizam a rede social mais popular do Brasil.

No entanto, se o WhatsApp enfrentar algum tipo de instabilidade, pode ser que o Messenger passe pelo mesmo. Isso porque essas empresas, bem como o Instagram, pertencem ao Facebook, e isso faz com que elas compartilhem os mesmos servidores globalmente.

Se não for o caso e o problema ocorrer apenas com o WhatsApp, porém, o Messenger será uma boa opção: integrado aos contatos do Facebook e do celular, é possível trocar mensagens de texto, vídeo, compartilhar fotos e criar grupos pelo aplicativo.

A criptografia de ponta-a-ponta é uma funcionalidade recente do Messenger e veio após as empresas de Zuckerberg sofrerem críticas por seus critérios de compartilhamento de dados entre elas.

O Messenger está disponível gratuitamente no Google Play e Apple Store.

Mais Recentes da CNN