Onde os sommeliers bebem? Com Diego Cartier, da Vivente Vinhos, em São Paulo

Já se perguntou onde os sommeliers mais badalados do mundo bebem e comem quando estão fora do trabalho? Diego Cartier, sócio-fundador da Vivente, compartilha seus endereços prediletos na capital paulista

Diego Cartier é sócio-fundador da Vivente, que produz vinhos naturais e orgânicos
Diego Cartier é sócio-fundador da Vivente, que produz vinhos naturais e orgânicos Marcelo Curia

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia São Paulo

Diego Cartier não é somente sócio-fundador da Vivente, vinícola brasileira de vinhos naturais e biodinâmicos, mas também músico, sommelier e consultor. Sua trajetória inclui trabalhos como curador de uma importadora de raridades e beer hunter, quando foi um verdadeiro “caçador” de cervejas.

No mundo dos vinhos, ele assina a carta do Cedilha, bar e restaurante no Janeiro Hotel, no Rio. Mas foi em 2018, ao lado de Michael Eckert, que deu vida à vinícola e ao vinhedo próprio da Vivente.

As uvas usadas são de agricultura biodinâmica, orgânica e sustentável, em que são fermentadas espontaneamente por leveduras selvagens. A propriedade, onde são cultivadas também amoras, framboesas e mirtilos, fica em Colinas (RS), no alto de uma montanha entre a serra e o vale, a 500 metros de altitude e próximo de Garibaldi.

Responsável pelo desenvolvimento e produção das bebidas, Diego também dá uma pausa no trabalho para beber e comer bem. Em São Paulo, seus restaurantes prediletos ficam na região de Pinheiros e no centro. Abaixo, confira os endereços favoritos de Diego Cartier na capital paulista:

  • Cais

Ambiente do Cais, na Vila Madalena / Bruno Geraldi

O Cais tem uma sintonia perfeita entre cozinha e salão. Raros são os lugares que oferecem um serviço tão completo e que têm a bebida à altura da comida.

Os pratos são saborosos e os vinhos superselecionados, incluindo raridades. O novo menu está ainda melhor que o anterior, um verdadeiro banquete do mar.

Adoro os peixes feitos na grelha de diversos tipos, de acordo com o dia. É o que mais representa o lugar. Simples, mas muito técnico. A cara do Cais.

Restaurante Cais: Rua Fidalga, 314 – Vila Madalena, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3819-6282 / Horário de funcionamento: quarta e quinta, das 19h às 23h; sexta, das 12h às 15h e das 19h às 23h; sábado, das 12h às 16h e das 19h às 23h; e domingo, das 12h às 16h.

  • Cora

Exterior do Cora, que oferece vista para o Minhocão, no centro de SP / Eduardo Magalhães

O Cora é o restaurante que mais frequentei no ano passado. Não é à toa: tem uma comida deliciosa e feita para compartilhar. O restaurante tem um agradável terraço com vista para o Minhocão.

É surpreendente, sem afetação, com um menu sazonal para se esbaldar junto de algumas pérolas da casa que nunca saem do cardápio. Tudo é muito gostoso, mas acho o coração de pato e o alfajor imperdíveis.

Cora: Rua Amaral Gurgel, 344, 6º andar – Vila Buarque, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3231-4561 / Horário de funcionamento: terça a quinta, das 19h às 23h; sexta, das 12h às 15h e das 19h às 23h, sábado, das 12h às 16h e das 19h às 23h; domingo, das 12h às 17h. 

  • Chou

Quintal do Chou, restaurante de cozinha pautada pelo fogo em Pinheiros / Gui Galembeck

O Chou, em Pinheiros, começa enchendo os olhos e termina satisfazendo o paladar. Percebemos claramente o cuidado em cada detalhe, desde a iluminação até a trilha sonora, passando pelo serviço e pela qualidade dos ingredientes.

O quintal é um destaque à parte para ser contemplado enquanto apreciamos os saborosos pratos que saem diretamente da grelha.

Restaurante Chou: Rua Mateus Grou, 345 – Pinheiros, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3083-6998 / Horário de funcionamento: terça a sexta, das 19h às 23h; sábado, das 13h às 16h e das 19h30 às 23h.

  • Arturito

Restaurante Arturito tem menu contemporâneo com foco no ingrediente / Tina Bini

É um lugar que dispensa apresentações. Frequento o Arturito, da chef Paola Carosella, desde que morava em São Paulo e nunca me decepcionei. A comida é saborosa, sempre bem executada. A carta de vinhos tem uma ótima seleção e é harmoniosa com os pratos. O serviço é assertivo.

Difícil escolher entre tantas boas opções do menu, mas adoro as ostras, sempre fresquíssimas (não lembro de comer ostras tão gostosas como essas), mexilhões, nhoque com ragu e o polvo assado no forno a lenha.

Restaurante Arturito: Rua Artur de Azevedo, 542 – Pinheiros, São Paulo – SP / Tel.: (11) 3063-4951/ Horário de funcionamento: almoço de terça a sexta, das 12h às 15h, e de sábado e domingo, das 12h às 16h;  jantar de terça a sábado, das 19h às 23h.

  • Le Jazz

Steak Tartare do Le Jazz Brasserie, com unidades espalhadas por SP  / Romulo Fialdini

O Le Jazz é um clássico da culinária francesa. Quando morei na capital paulista eu ia toda semana e sigo batendo ponto a cada ida a São Paulo.

Com clássicos da França no menu, como steak tartare, moules et frites, sopa de cebola e filet au poivre, fico admirado pelo fato do Le Jazz ser uma rede de restaurantes e manter a qualidade. É como meu porto seguro.

Le Jazz Brasserie: Rua dos Pinheiros, 262 – Pinheiros, São Paulo – SP / Telefone: (11) 2359-8141 / Horário de funcionamento: segunda a quinta e domingo, das 12h à 0h; sexta e sábado, das 12h à 1h. Confira outros endereços no site