Férias de julho: 5 lugares para esquiar na América do Sul

Opções para os brasileiros que buscam uma aventura na neve próxima de casa, com pistas para todos os níveis de habilidade, desde iniciantes até esquiadores avançados

Valle Nevado, no Chile, é um popular local para a prática de esqui
Valle Nevado, no Chile, é um popular local para a prática de esqui Armando Lobos

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia

Ainda dá tempo de curtir a temporada de inverno, com muita neve, nos países pertinho do Brasil. Para os brasileiros que procuram aventura na neve, não é necessário esperar o inverno no hemisfério norte para realizar os esportes de inverno.

Com ótima infraestrutura, boa gastronomia, hotéis de luxo e opções de pistas que vão para experts até iniciantes, existem lugares para amantes da neve na América do Sul.

Entre as opções, Chile e Argentina possuem diversos locais para esquiadores iniciantes até os avançados.

Confira os cinco melhores lugares para esquiar na América do Sul:

  • Portillo, no Chile

Localizada na Cordilheira dos Andes, a 164 km de Santiago, no Chile, a estação de esqui Portillo é conhecida por sua infraestrutura, conforto, tranquilidade e beleza natural de tirar o fôlego. Também é uma boa opção para quem quer fazer uma viagem mais próxima ao Brasil.

Estação de ski chilena antecipa abertura da temporada 2024
Estação de ski chilena é uma opção para quem procura mais tranquilidade / Divulgação

Com mais de 70 anos de existência, o local conta com 14 meios de elevação e 35 pistas para todos os níveis de esquiadores e snowboarders. Também tem opções mais aventureiras, como a modalidade heliski e uma ampla área fora de pista.

O Hotel Portillo, à beira da Laguna do Inca, é uma ótima opção de estadia. O local oferece quartos com vista para a lagoa ou ao vale, oitos chalés e mais.

  • Valle Nevado, no Chile

Localizado a uma altitude de 3.025 metros e distante 60 km de Santiago, o centro de esqui de Valle Nevado, no Chile, é um ponto popular para praticar o esporte, principalmente, para quem deseja esquiar pela primeira vez. O inverno do ano passado recebeu quase 250 mil pessoas. Para este ano, a expectativa é aumentar o número.

Paisagem do Valle Nevado, no Chile, repleto de neve
A cerca de 60 km do aeroporto de Santiago, Valle Nevado tem três hotéis e mais de 40 pistas / Divulgação

Com mais de 40 pistas e uma das maiores áreas para a prática do esporte na América do Sul, o Valle Nevado tem uma escola de esqui com mais de 150 instrutores, a Jardim da Neve, onde é possível ensinar crianças a partir dos quatro anos. Também há áreas para locação de equipamentos, roupas e acessórios.

Neste ano, titulares dos ingressos da temporada no Valle Nevado podem frequentar a estação de esqui La Parva, também na área metropolitana de Santiago, sem nenhum custo adicional.

Juntas, as duas áreas somam 2.023 hectares, 30 teleféricos e 80 pistas, que durante as últimas nevascas receberam mais de um metro de neve powder, que indica uma neve recém caída.

três hotéis do Valle Nevado que são uma boa dica de hospedagem: Puerta del Sol, Tres Puntas e Hotel Valle Nevado. Durante o período do inverno, a expectativa é de atingir taxas de ocupação superiores a 90%.

  • El Colorado, no Chile

Considerado um dos melhores centros de esqui da América do Sul, El Colorado, na Cordilheira dos Andes, no Chile, também é uma boa opção para viajar com a família. A cerca de 40 quilômetros de Santiago, o local tem mais de 100 pistas e oferece aluguel de equipamentos nesta temporada.

Há pistas para iniciantes, intermediários, avançados e para os especialistas. Também há dois teleféricos duplos e três triplos. Ao total, são mais de 40 quilômetros de área para prática do esporte.

O centro ainda oferece uma escola de esqui internacional com instrutores de diversos países para aulas coletivas ou particulares. Crianças de quatro a 10 anos também podem aprender o esporte com uma escola local.

Para ter saída direta para as pistas de esqui, uma boa opção é ficar no Gran Parador. O hotel conta com vista panorâmica para o centro, estacionamento privado e gratuito, além de ser próximo de restaurantes e lojas.

  • Ushuaia, na Argentina

Em Ushuaia, no sul da Argentina, o público pode esquiar no Cerro Castor. Com oito pistas já abertas (tendo mais de 20 no total) e divididas em diferentes níveis — fácil, intermediário, difícil e muito difícil —, é um excelente lugar para aprender o esporte. Afinal, há diversos tipos de aulas tanto para esqui, quanto para o snowboard.

Um dos grandes diferenciais do Cerro Castor é a variedade de atividades que oferece. Por exemplo, há o Snow Pool, que desafia esquiadores e snowboarders a atravessarem uma piscina após deslizarem na pista. Passeios de helicóptero, noturnos e também assistir à Festa Nacional de Inverno, que traz esquiadores e snowboarders descendo a montanha com tochas iluminadas, também são outras opções de divertimento.

Os resorts Arakur Ushuaia & Spa e Los Cauquenes Resort + Spa + Experiences são excelentes opções de acomodação na montanha. Ambos oferecem uma série de comodidades, como piscinas aquecidas e design elegante, para deixar sua viagem perfeita.

  •  Bariloche, na Argentina

A província de Bariloche, na Argentina, popular entre brasileiros que procuram neve, oferece o maior e um dos mais conhecidos centros de esqui da América do Sul: o Cerro Catedral, perfeito para quem quer praticar — e muito! — o esporte.

A montanha oferece uma ampla infraestrutura de serviço com 32 meios de elevação e mais de 1200 hectares de área para a prática do esqui. Com 58 pistas no total, a estação também oferece “esquibunda”, snow tubing, escola de esqui e um kids club com monitores.

O famoso Llao Llao Resort, Golf & Spa é uma clássica e excelente acomodação nesta parte da Patagônia. Há estúdios e suítes com vista para lagos, florestas e montanhas, além de piscina interna e externa, 18 buracos de golfe, spa e atividades para adultos e crianças.

Valle Nevado espera 300 mil visitantes no Chile