Mendoza além das vinícolas: 6 sugestões que vão de passeio de balão a cervejarias

Província argentina prova ser um destino versátil ao oferecer passeios para diferentes públicos que podem ser intercalados com visitas às vinícolas

Empresa Mendoza Balloons oferece voos de balão no pôr do sol em cima dos vinhedos
Empresa Mendoza Balloons oferece voos de balão no pôr do sol em cima dos vinhedos Reprodução/Site/Mendoza Balloons

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia Mendoza, Argentina

Mendoza é uma das grandes capitais mundiais do vinho, em que suas vinícolas abrem as portas para turistas ávidos por bons rótulos, passeios e comida. Mas a província vai além e prova que é um destino versátil, com atividades para diferentes gostos.

Além dos vinhedos, já pensou em visitar olivais centenários? Ou ainda aproveitar toda a sedução das paisagens naturais para fazer um voo de balão no pôr do sol com a Cordilheira dos Andes ao fundo?

São atividades como estas que podem ser adicionadas ao roteiro e são ideais para serem intercaladas com visitas às vinícolas. Além das redondezas, o centro da cidade de Mendoza também é boa paradinha com cervejarias, parque e centros culturais.

Confira a seguir passeios e atividades além das vinícolas em Mendoza:

Conhecer produções de azeite

Vinhedos e olivais vêm lado a lado nas mais importantes regiões vitivinícolas do mundo – e em Mendoza não é diferente. A Laur, por exemplo, é pioneira na plantação dos olivais e na elaboração do azeite de oliva na província, em que angariou mais de 600 prêmios somente nos últimos 10 anos.

Fundada em 1889, a olivícola fica em Maipú e abre suas portas para tour e degustações. Os visitantes podem conhecer os olivais centenários, fazer uma visita guiada, conhecer o museu e provar diferentes pastinhas, azeitonas e todos os azeites da casa, assim como têm a opção de experimentar vinhos de linha própria.

O mesmo ocorre com a Zuelo, que pertence à Família Zuccardi. Também situada em Maipú, os azeites da casa vêm de olival próprio, o qual pode ser visitado junto da planta de produção. Degustações dos azeites da temporada são feitas no Pan y Oliva, restaurante do local baseado em produtos de horta própria e ingredientes sazonais.

O local ainda pode ser desfrutado com passeios de bicicleta, aulas de culinária e colheita no outono, época em que os visitantes são convidados a fazer o próprio azeite.

Fazer um tour cervejeiro

Mendoza não se restringe apenas ao vinho: canecas de cerveja também podem ser apreciadas cidade afora em diferentes estabelecimentos produtores.

Um bom começo é na Good Dog, cervejaria artesanal na área de Godoy Cruz que apresenta diferentes variedades da bebida, incluindo Pilsen, Ipa, Apa e outros nomes que fazem os cervejeiros salivar. O local realiza degustações periódicas e visitas.

Também em Godoy Cruz fica a Funky Barrel, pequena cervejaria que produz cervejas espontâneas com leveduras selvagens e métodos ancestrais.

Nascida em 2005, a Pirca Cervecería Artesanal é outro nome conhecido do circuito. Ela fica em Maipú e abre sua fábrica para visitas e o bar para as degustações. Entre as opções há ainda a Chachingo, de pegada moderna e com rótulos que casam bem com os pratos para beliscar das várias unidades espalhadas pela região.

Passear no Parque General San Martín

Ato central da Festa Nacional da Vindima de Mendoza ocorre no Teatro Grego, dentro do Parque General San Martín
Ato central da Festa Nacional da Vindima de Mendoza ocorre no Teatro Grego, dentro do Parque General San Martín / Divulgação

Inaugurado no final do século 19, o Parque General San Martín é um dos maiores de toda a América do Sul e fica aberto 24h a uma pouca distância do coração da cidade de Mendoza.

Unindo a tradição inglesa com a francesa em plena capital do vinho da Argentina, o parque conta com mais de 400 hectares de área com uma série de alamedas e caminhos. Funciona como ponto de encontro dos moradores e turistas, que praticam aqui uma grande variedade de esportes, realizam piqueniques ou sobem no Cerro de la Gloria para apreciar o pôr do sol.

Fontes, esculturas, lago, roseiral e até estádio de futebol e universidade ficam dentro do parque. O Teatro Grego Frank Romero Day também é parte do local, em que sedia show teatral e eleição da rainha da vindima na época da colheita das uvas, com direito a espetáculos para mais de 20 mil pessoas.

Sentir gostos e aromas no Mercado Central de Mendoza

Embutidos, doces frutas secas, legumes, carnes, peixes, temperos, artesanato… Essa é a imagem clássica de um “mercadão” de qualquer cidade no mundo que se repete em Mendoza. Apesar de relativamente pequeno, o Mercado Central conta com diferentes vendinhas que oferecem iguarias típicas da região e do país.

Situado na Avenida Las Heras, é daqueles locais para entrar, sentir os aromas, comprar alguns alimentos típicos e sentar para tomar ou comer algo nos balcões.

O local funciona de segunda a sábado das 8h30 às 13h30 e das 17h às 20h30; já aos domingos fica aberto das 9h às 13h30.

Visitar centros culturais

Fachada do Museu de Ciências Naturais e de Antropologia de Mendoza
Fachada do Museu de Ciências Naturais e Antropológicas de Mendoza / Reprodução/Gobierno Mendoza

Se você não abre mão de um museu para entender mais da cena cultural de um novo destino, então guarde estes nomes. Na Plaza Independencia, o pequeno Museo Municipal de Arte Moderno – Mendoza pode ser opção para exposições de artistas locais.

Já o Museo Histórico General San Martín é uma homenagem à figura que lutou para a independência da Argentina, com itens pessoais, armas, uniformes e imagens da época.

O Museo del Area Fundacional e o Museo del Pasado Cuyano narram a história de Mendoza no período colonial e o Museo de Ciencias Naturales y Antropológicas Juan Cornelio Moyano, que fica no Parque General San Martín, abriga milhares de artefatos em diferentes sessões sobre ciência natural e antropologia.

Fazer esportes radicais em cenários naturais

As belas paisagens de Mendoza podem ser ainda melhor desfrutadas em atividades ao ar livre que unem esportes radicais e contato com a natureza.

Se quiser ver Mendoza do alto, uma das opções é sobrevoar vinhedos e olivais em um passeio de balão. A empresa Mendoza Balloons coordena voos sempre no final da tarde, em que os aventureiros desfrutam de vistas espetaculares no pôr do sol com a Cordilheira dos Andes no horizonte.

Os voos duram 45 minutos e o balão acomoda até 12 passageiros por vez. A decolagem ocorre em Junín, a 50 km do centro de Mendoza, e o valor fica por US$ 120 por pessoa (cerca de R$ 590). Mais informações pelo site.

Em terra firme, as redondezas de Mendoza ainda oferecem atividades como rafting, tirolesa e trekking. A empresa Argentina Rafting Expediciones organiza os passeios, já que possui um parque de aventuras na beira do Rio Mendoza, em Potrerillos, na região de Luján de Cuyo.

O rafting é feito em grupo nas águas do rio com opções para diferentes períodos do dia; a tirolesa passa por cima do rio a uma altura de 40 metros em um caminho de 1,4 km sobre o vale; e o trekking é feito em um dia inteiro em meio às maravilhas do Cerro Arenales.

Caiaque, escalada, stand up paddle e rapel também são atividades oferecidas pela empresa pelas redondezas de Mendoza.

Se a ideia é visitar a província no inverno, atividades de esqui para iniciantes podem ser boa pedida: a cerca de 180 km de Mendoza, já bem próximas da fronteira com o Chile, a Los Penitentes e a Los Puquios são duas famosas estações, as quais contam com algumas opções de hotelaria.