Nova York com adolescentes: dicas de exposições, parques e até onde comer ao lado dos jovens

De jogos de basquete a brunches caprichados, a Big Apple reserva programas para todos os gostos e idades; Mari Pinheiro, jornalista e sócia-diretora da FSB comunicação, entrega o que fazer na cidade ao lado dos adolescentes

Deque de vidro dá sensação de levitação aos visitantes do Summit One Vanderbilt, passeio que pode ser feito ao lado dos jovens em NY
Deque de vidro dá sensação de levitação aos visitantes do Summit One Vanderbilt, passeio que pode ser feito ao lado dos jovens em NY Divulgação/SL Green Realty Corporation

CNN Viagem & Gastronomiado Viagem & Gastronomia Nova York, NY

Conhecida como “a cidade que nunca dorme”, Nova York se mostra eclética em todos os sentidos.

A Big Apple é daqueles lugares que possui atividades e programas para todos os públicos de todas as idades. Entram nessa conta também os jovens e adolescentes, que têm à disposição uma gama de aparelhos culturais para se divertirem na grande cidade.

De parques descolados, musicais da Broadway, exibições interativas até dica de onde saborear um brunch caprichado, Mariana Pinheiro*, jornalista e sócia-diretora da FSB Comunicação, compartilha atividades testadas e aprovadas ao lado dos filhos em Nova York.

A seguir, confira 11 dicas do que fazer em Nova York com adolescentes:

Atividades e passeios

Subir no Summit One Vanderbilt

Summit One Vandebilt NY
Deque de observação tem vistas privilegiadas para a cidade e reúne diferentes opções de entretenimento / Divulgação/SL Green Realty Corporation

Nova York é conhecida como a cidade dos arranha-céus e o One Vanderbilt é um dos mais recentes. Com mais de 427 metros de altura, o prédio tem em seus últimos andares o Summit One Vanderbilt, deque de observação com vistas privilegiadas para a Big Apple.

A atração conta com elevador envidraçado, boxes de vidro e instalação de arte – tudo de tirar o fôlego dos visitantes. Ao todo são quatro andares que, juntos, formam um verdadeiro espaço de entretenimento nas alturas.

O edifício fica bem ao lado da Grand Central Station e as visitas ocorrem todos os dias das 9h às 22h30 (com exceção das terças-feiras). Os ingressos custam a partir de US$ 39 (aproximadamente R$ 202).

Andar de bike na Brooklyn Bridge

Brooklyn Bridge é cartão-postal de NY e tem faixas para ciclistas / Matt Baume

Um dos cartões-postais da cidade, a Brooklyn Bridge pode ser melhor aproveitada em duas rodas.

A ponte liga Manhattan ao Brooklyn e tem cerca de 1,8 km de extensão, podendo ser facilmente percorrida de bike em cerca de 10 minutos, já que também há faixas exclusivas para os ciclistas.

Há como alugar bikes em vários pontos da cidade, incluindo as que ficam em estações em ruas próximas ao ponto turístico como parte do sistema de compartilhamento de bicicletas de empresas privadas – uma viagem custa cerca de US$ 4,49 (aproximadamente R$ 23) e o passe para o dia inteiro sai por cerca de US$ 19 (R$ 98).

É boa oportunidade também de conhecer o Brooklyn Bridge Park, do outro lado de Manhattan, e apreciar as vistas.

Passeio pelo parque Little Island

Little Island é parque flutuante que impressiona pela arquitetura dentro do Hudson River Park / Michael Grimm

Situado dentro do Hudson River Park, no Pier 55, o Little Island foi inaugurado em 2021 e já é um dos pontos mais frequentados da cidade tanto por turistas quanto por moradores.

O parque tem parte da sua estrutura arrojada em cima da água e sua arquitetura impressiona de longe. É descrito muitas vezes como um “oásis urbano”, com jardins que mudam a cada estação e pores do sol para ficar na memória.

Pessoas de todas as idades frequentam o lugar e eventos de música e performances estão entre as atrações recorrentes do anfiteatro.

O parque abre todos os dias a partir das 6h e, dependendo da época, pode fechar às 21h, 23h ou 0h.

Assistir a um jogo de basquete no Madison Square Garden

Madison Square Garden tem jogos regulares do NY Knicks / Wikimedia Commons

Um dos esportes mais celebrados nos Estados Unidos, o basquete pode ser visto de pertinho no Madison Square Garden, arena de concertos e jogos no centro de Manhattan.

O time New York Knicks tem uma agenda de jogos que vai de outubro a abril, boa oportunidade para torcer ao lado dos jovens.

Também é possível aproveitar experiências exclusivas, que incluem visitas na quadra antes e depois do jogo e até no “corredor dos fãs”, onde os jogadores passam antes de seguir aos vestiários.

Pausas para comer

Brunch no Sadelle’s

Parte do mesmo grupo do badalado italiano Carbone, o Sadelle’s é destino na cidade para um caprichado brunch. No coração do Soho, o restaurante abre para café da manhã e também é conhecido como point de almoço.

Do cardápio há clássicos do brunch: bagels e pães caseiros, avocado toast, french toast, panquecas, sanduíches, salmão, saladas e ovos dos mais diferentes estilos.

Sadelle’s: 463 West Broadway, New York, NY 10012 / Horário de funcionamento: segunda a quinta-feira das 9h às 15h; sexta das 9h às 17h e sábado e domingo das 9h às 17h / Café aberto de segunda a sexta das 9h às 15h e sábado e domingo das 8h às 15h.

Chá e chocolate quente do MarieBelle

A loja de chocolates, docinhos e chás na região de Soho tem também o Cacao Bar, onde estas e outras delícias podem ser experimentadas ali mesmo.

O espesso chocolate quente é feito com raspas de cacau puro e pode ser pedido em quatro sabores: Leite de Avelã, Chocolate com especiarias, Chocolate Branco e Asteca.

Diferentes tipos de cafés, chás e torres de sanduíches, scones, geléias e macarons estão entre as opções.

MarieBelle: 484 Broome St., New York, NY 10013 / Horário de funcionamento: segunda a quinta-feira das 11h às 19h, sexta a domingo das 11h às 20h.

Programas culturais

Wonderland Dreams

Em plena Quinta Avenida fica uma interessante – e instagramável – exibição imersiva pintada a mão pela artista Alexa Meade.

Dividida em várias salas, a “Wonderland Dreams” traz à tona o mundo de Alice das Maravilhas em artes que brincam com diferentes perspectivas.

Jardins secretos, festas do chá e a toca do coelho são apenas algumas das pinturas da exibição que fazem a alegria da garotada. O local fica a apenas alguns passos do Bryant Park e a entrada sai por cerca de US$33.

Wonderland Dreams: 529 5th Avenue, New York, NY 10017 / Horário de funcionamento: segunda e quinta-feira das 12h às 19h30; sexta das 12h às 20h30; sábado das 10h às 20h30; domingo das 10h às 19h30; fechado às terças e quartas / Ingressos via site. 

Color Factory

Situada no Soho, a Color Factory convida pessoas de todas as idades a experimentar a alegria das cores por meio de instalações interativas e salas imersivas.

É como um museu tecnológico e interativo para lá de instagramável que tem até cômodo com escorregador, piscina de bolinhas e uma super decorada pista de dança.

O projeto começou em São Francisco em 2017 e, por meio de colaborações com artistas locais, tem o objetivo de fazer com que as pessoas desacelerem da rotina e descubram novas percepções.

Os ingressos saem entre US$ 39 (aproximadamente R$ 202) e US$ 45 (aproximadamente R$ 233). Vale destacar que também há filiais do projeto em Houston e em Chicago.

Color Factory: 251 Spring Street, New York, NY 10013 / Ingressos via site.

Musicais da Broadway

Uma visita a Nova York não ficaria completa sem uma ida ao templo do teatro mundial, a Broadway.

Um dos shows mais conhecidos entre os jovens é “Wicked”, musical que propõe uma outra perspectiva do clássico “O Mágico de Oz”, em que tange os temas de amizade improvável, rivalidade e amor.

Com duração de 2h45, o espetáculo acontece no The Gershwin Theatre, maior dos teatros da Broadway, e os ingressos têm valores a partir de US$99.

Outra das peças em cartaz que vale a pena é MJ The Musical, que, repleto de muita música, remonta a trajetória de Michael Jackson e foca também nos bastidores de sua turnê Dangerous World, de 1992.

O musical tem duração de 2h30 e acontece no Neil Simon Theatre. Os ingressos saem a partir de US$85.

Para fechar, “Moulin Rouge”, filme de 2001 vencedor de dois prêmios Oscar, tem agora um musical para chamar de seu na Broadway. O espetáculo leva para os palcos esplendor, romance e excessos, em que aborda o mundo dos boêmios e dos aristocratas.

O musical ocorre no Al Hirschfeld Theatre e tem indicação de idade a partir de 12 anos. Dependendo da data, os preços podem partir de US$59.

*Sobre Mari Pinheiro

A jornalista Mari Pinheiro em NY / Acervo pessoal

Mariana Pinheiro é jornalista e sócia-diretora da FSB Comunicação, onde está desde 2002. Antes, teve passagem pela TV Bandeirantes e pela TV Globo, em que atuou como produtora, repórter e editora nos telejornais RJTV, Bom Dia RJ e Bom Dia Brasil. Mariana é mãe e tem um casal de filhos. Ama shows de músicas, viajar mundo afora e sempre está em busca de novas experiências culturais e gastronômicas. Esqui é seu esporte favorito!