Onde comer em Sevilha: 15 bares e restaurantes na capital da Andaluzia

Além das fortes heranças culturais, cidade espanhola conquista com caldeirão gastronômico, que tem as tapas como parte fundamental da identidade local

Daniela Filomeno aproveita vinho e tapas em Sevilha, na Espanha
Daniela Filomeno aproveita vinho e tapas em Sevilha, na Espanha CNN Viagem & Gastronomia

Daniela Filomenodo Viagem & Gastronomia

Sevilha nos impressiona com suas construções históricas, muitas delas patrimônios da Unesco, mas também nos conquista com sua gastronomia, reflexo do verdadeiro caldeirão cultural formado ao longo dos séculos.

No sul da Espanha, a cidade tem as tapas como uma parte fundamental de sua identidade local. Vinho e jamón são “coisas séria”, mas não as únicas: vários são os frutos do mar, peixes, ensopados, carnes e sanduíches que recheiam os principais cardápios.

Durante as gravações da 7ª temporada do CNN Viagem & Gastronomia, pude experimentar esse gostinho no Mercado de Triana e também por bares próximos ao centro. A seguir, deixo uma lista com 15 restaurantes e bares recomendados em Sevilha para sua próxima viagem à capital da Andaluzia:

Restaurantes em Sevilha

  • Tradevo


Com duas casas em Sevilha, uma no centro e a outra no bairro de Nervión, o chef Gonzalo Jurado propõe no Tradevo uma releitura das tradicionais tapas. Os ingredientes são de temporada e as matérias-primas são do entorno: os peixes são das cidades de Conil e de Isla Cristina, a farinha artesanal é de Málaga e os tomates de Almería.

A cozinha tem base tradicional com toques contemporâneos e as casas possuem decoração moderna. A carta de vinhos foca na Espanha, em que predominam Denominações de Origem Espanholas.

Tradevo: (unidade centro) Cuesta del Rosario, 15, 41004 Sevilla, Espanha / Funcionamento: todos os dias, das 13h30 às 16h30h e das 21h às 23h / (unidade Nervión) / Funcionamento: terça a sábado, das 13h30 às 16h30 e das 21h às 23h; domingo, das 13h30 às 16h30; fechado às segundas; durante o verão o local abre de segunda a sexta e fecha aos fins de semana / Reservas de ambas as unidades pelo site.  

  • Cañabota


No centro, o Cañabota se desdobra em dois: em um restaurante com uma estrela Michelin e, quase vizinho, em um bar descontraído. O primeiro tem atmosfera de gastrobar, com balcão e cozinha aberta, de onde podemos ver de perto peixes grelhados. A casa prioriza peixes e mariscos da costa da Andaluzia e serve pratos à la carte, assim como possui menu-degustação e omakase.

Situado na mesma rua, o irmão mais informal, chamado de La Barra de Cañabota, é uma mistura de bar, taberna e marisquería, onde cerveja, vermute, jerez, saladas, croquetes, peixes e frutos do mar são servidos.

Restaurante Cañabota: Orfila, 1, 41003 Sevilla, Espanha / Funcionamento: segunda a sexta, das 10h30 às 17h e das 18h30 à 0h; fechado aos fins de semana / La Barra de Cañabota: Orfila, 5, 41003, Sevilla, Espanha / Funcionamento: terça a sábado, das 13h às 17h30 e das 19h30 à 0h; fechado domingos e segundas / Reservas para ambos os ambientes via site

  • Restaurante Jaylu

No bairro de Triana, o Jaylu coloca o mar como protagonista dos pratos desde 1967, em que a casa pratica uma cozinha de produto. Os peixes e os mariscos são provenientes das costas de Huelva e de Cádis; os jamones são de Jabugo e as carnes são dos arredores da Andaluzia.

Entre as pedidas estão a seleção de jamón, o picadito de camarão com tomate, a salada de caranguejo, tartar, arrozes e uma variedade de peixes, frutos do mar e carnes.

Restaurante Jaylu: Calle López de Gómara,19, Sevilla, Espanha / Funcionamento: terça a sábado, das 13h às 16h30 e das 20h à 0h; domingo, das 13h às 16h30; aberto ocasionalmente às segunda, confira link / Reservas via site

  • Manolo León

Um dos ambientes internos da Casa Manolo León Guadalquivir , em Sevilha
Um dos ambientes internos da Casa Manolo León Guadalquivir / Reprodução/Instagram

Com três casas em Sevilha, os restaurantes Manolo León são velhos conhecidos da cena gastronômica da cidade, já que primeira abriu no bairro El Porvenir em 1994. Hoje, há também unidades na Plaza del Duque e na região do centro. Esta última ocupa uma casa senhorial do século 19, com pátio interno e jardim.

A cozinha é típica da Andaluzia: pense em tábua de queijos locais, jamón ibérico, croquetas, gazpacho de melão, ceviche de corvina, arrozes, peixes e carnes. Os ensopados são especialidade da casa. Há ainda um menu fechado com sete tempos com direito a bebidas por 106 euros (cerca de R$ 600).

Casa Manolo León: (unidade Guadalquivir) Calle Guadalquivir, 8, 41002 Sevilla, Espanha / Funcionamento: todos os dias, das 13h30 às 17h e das 20h à 0h / Reservas e outras unidades via site.  

  • Restaurante Tribeca

Com duas décadas de trajetória, o restaurante trabalha com cardápios e produtos sazonais, principalmente com peixes da região do Golfo de Cádis. A casa acomoda de 40 a 50 comensais em seu salão na região de Buhaira.

Seja à la carte ou menu-degustação, estão presentes entre as pedidas tartar de camarão-carabineiro, risoto com tupinambo e trufas, carré e lombo de Angus americano. Tortilla de lagosta e pancetta ibérica também podem estar entre os itens.

Restaurante Tribeca: Calle Chaves Nogales, 3, 41018, Sevilla, Espanha / Funcionamento: segunda a sábado, das 13h30 às 16h e das 20h30 às 23h30; fechado aos domingos / Reservas via site

  • Kinu Sevilla

Localizado no bairro de Casco Antiguo, não muito longe do Real Alcázar, o Kinu promete uma viagem ao Japão sem sair do centro de Sevilha, em que se intitula como o primeiro balcão de comida japonesa autêntica na cidade.

A casa tem menu à la carte e omakase, com pedidas que incluem crudos, pratos quentes e sushis. O menu-degustação sai por 75 euros (cerca de R$ 434) e possui 11 tempos, incluindo de fatias de pargo, tartar, cavala grelhada no sal e até reinterpretação de tiramisù com matchá. Há ainda uma adega com diversos saquês.

Kinu Sevilla: Calle Miguel Mañara, 11, 41004 Sevilla, Espanha / Funcionamento: segunda a quarta, das 19h às 23h; quinta a domingo, das 13h30 às 16h e das 19h às 23h / Reservas via site

  • Lalola de Javi Abascal

Dentro do Hotel Palacio One Shot Conde de Torrejón, o Lalola tem por trás de seus pratos o chef Javier Abascal, que faz aqui uma cozinha ibérica pautada pela tradição. Classificado como Bib Gourmand pelo Guia Michelin, o restaurante tem itens à la carte e também um menu-degustação de 65 euros (cerca de R$ 374).

Entre os pratos há carne de porco ibérico da Serra de Huelva, bem como carne de caça, creme de couve-flor, castanha e flor de laranjeira, bolinhos de bacalhau e lombo de linguiça, e tartar de solomillo ibérico.

Lalola de Javi Abascal: Calle Conde de Torrejón, 9, 41003, Sevilla, Espanha / Funcionamento: terça a sábado, das 13h às 16h e das 20h30 às 23h30; fechado domingos e segundas / Reservas via site

  • Freiduría Puerta de la Carne

A história deste local remonta a 1928 e nos leva aos primórdios do take away. O endereço funcionava como uma peixaria e os insumos que sobravam eram fritos, embrulhados em papel e vendidos para quem quisesse comer no caminho.

A ideia permanece até hoje com um cardápio enxuto de friturinhas diversas para serem comidas ali mesmo ou para serem apreciadas entre um passeio e outro. Pedaços de bacalhau, lulas, croquetas de frango e camarões fritos são algumas das opções enroladas em papel pardo e vendidas a partir de 2 euros (R$ 11,50).

Freiduría Puerta de la Carne: Calle Prta de la Carne, 2, Centro Histórico, 41004 Sevilla, Espanha / Funcionamento: quarta a segunda, das 13h às 17h e das 19h30 à 0h.  

  • Eslava


O Eslava é um local no centro de Sevilha que mistura apartamentos, lojinha com produtos para levar para casa e restaurante. Na parte gastronômica, o charme fica no jantar, com pratos únicos e tapas. A cozinha sevilhana se mistura aqui com técnicas e influências francesas.

Entre os pratos, se destacam o salmorejo (uma densa sopa fria de tomates), o solomillo a cabrales (lombo de porco assado com molho cabrales) e as costillas a la miel (costelinha de porco assada com mel e alecrim).

Eslava: Calle Eslava, 3, 41002 Sevilla, Espanha / Funcionamento: terça a sábado, das 12h30 à 0h; domingo, das 12h30 às 16h30; fechado às segundas / Reservas via site

Bares e bodegas para tapas em Sevilha

  • Bodeguita Romero


No centro, a Bodeguita Romero é uma típica bodega espanhola que nos oferece uma variedade de tapas. Pense em mariscos, ensopados e produtos de temporada. Uma das pedidas mais tradicionais é o pringá, prato típico da Andaluzia que consiste historicamente em pão e sobras de carnes, que são cozidas lentamente até desfiarem. O local não aceita reservas e costuma ficar cheio rapidamente.

Se quiser experimentar outro tipo de sanduíche típico, vá até a Bodeguita Antonio Romero, também no centro, para um piripi, feito com bacon e lombo de porco e que pode levar ainda rodelas de tomate, queijo e maionese.

Bodeguita Romero: Calle Harinas, 10, 41001 Sevilla, Espanha / Funcionamento (horários para o verão): terça, das 13h às 16h30; quarta a sábado, das 13h às 16h30 e das 21h à 0h; fechado domingos e segundas. 

  • Taberna Coloniales

São duas unidades da Taberna Coloniales em Sevilha: em San Pedro e próxima da Catedral da cidade. A comida é tradicional da região, com carnes, tábuas de queijos, jamón, pão e ovos, além de uma variada carta de vinhos. Entre as dicas, experimente o clássico solomillo (lombo) al roquefort e a tábua de pão com salmorejo, jamón ibérico e anchova.

Tabernas Coloniales: confira unidades e informações no site

  • Bar Europa

O Bar Europa acumula um século de tradição em Sevilha, servindo suas receitas no centro da cidade com direito a mesas e cadeiras também em uma esplanada. Além das tapas, as especialidades são anchovas e lulas fritas, arroz com pato, ropa vieja e carrillada, esta última uma carne de porco cozida em um molho suculento.

Bar Europa: Calle Siete Revueltas, 35, 41004 Sevilla, Espanha / Funcionamento: quarta a sexta, das 12h30 às 16h30 e das 19h30 à 0h; sábado, das 12h30 à 0h; domingo, das 12h30 às 16h30; segunda, das 12h30 às 16h30 e das 19h30 à 0h; fechado às terças.  

  • Bar Las Teresas

O Bar Las Teresas, no centro, tem decoração típica com peças de jamón ibérico penduradas no teto e balcão propício para aproveitar as tapas, seja de dia ou de noite. Entre as pedidas, preste atenção também nos boquerones (anchovas no vinagre fritas) e no ensopado de lomo com tomate.

Bar Las Teresas:  Calle Sta. Teresa, 2, 41004 Sevilla, Espanha / Funcionamento: todos os dias, das 10h à 1h. 

  • Blanca Paloma

O Blanca Paloma é um espaço no bairro de Triana onde moradores locais podem ser vistos em meio aos visitantes. Entre as pedidas há bocaditos de mexilhões, bacalhau ao forno e croquetas de carabineiro.

Blanca Paloma: Calle San Jacinto, 49, 41010 Sevilla, Espanha / Funcionamento: segunda, das 20h30 às 23h30; terça a sábado, das 12h30 às 16h30 e das 20h30 às 23h30; fechado aos domingos. 

  • La Azotea Vinos y Tapas

Próximo da Giralda e da Catedral, o La Azotea Vinos y Tapas funciona todos os dias e serve tapas tradicionais da cidade, como anchovas, salmorejo, gazpacho, pringá e outras tantas variedades que só encontramos com facilidade em Sevilha.

Além deste endereço, o La Azotea possui ainda um restaurante no bairro de Casco Antiguo com pratos mais elaborados e, quase vizinho, mantém também outro ponto mais informal para tapas e com uma seleção de vinhos.

La Azotea Vinos y Tapas: Calle Mateos Gago, 8, 41004 Sevilla, Espanha / Funcionamento: todos os dias, das 9h às 23h / Mais informações sobre os outros endereços no site

  • Bônus: Plácido y Grata Cafetería

O Plácido y Grata é um hotel boutique no centro de Sevilha conhecido também por sua cafeteria, que serve delicinhas desde o café da manhã até o meio da tarde. Pães, sucos, seleção de jamones, bolos e diferentes tipos de cafés e bebidas podem ser aproveitados em um pátio externo agradável rodeado de plantas e de pegada moderninha.

Plácido y Grata Cafetería: Calle Monsalves, 4, 41001 Sevilla, Espanha / Funcionamento: todos os dias, das 8h30 às 16h.