Queridinho dos foodies, Trégua Cozinha é segredo bem guardado entre antenados cariocas

Casal de chefs Victor Lima e Ana Paula Souza apostam em técnicas da alta gastronomia, combinações ousadas e temperos diferentes na casa que passa quase despercebida em plena Avenida das Laranjeiras

Quiabos grelhados com purê de milho e chili oil caseiro é destaque do Trégua Cozinha
Quiabos grelhados com purê de milho e chili oil caseiro é destaque do Trégua Cozinha Fabio Wright

Fabio Wrightcolaboração para o Viagem & Gastronomia Rio de Janeiro, RJ

O Trégua Cozinha tornou-se uma espécie de segredo bem guardado entre os antenados cariocas. Aberto em 2021 pelo jovem casal de chefs Victor Lima e Ana Paula Souza, que trabalharam juntos no Lasai, o restaurante vem desde então atraindo foodies e entusiastas da boa gastronomia.

Numa portinha quase incógnita na movimentada Avenida das Laranjeiras, com sete lugares no balcão e só três mesinhas, o carioca de família cearense Victor e a mineira Ana Paula dão conta de atender os clientes e finalizar as receitas.

Habilidosos, lançam mão de técnicas da alta gastronomia, combinações ousadas e temperos diferentes para surpreender o paladar. No jantar, quando é imprescindível reservar, o rotativo menu lista cinco receitas para compartilhar e uma sobremesa — por preços que não assustam o cartão de crédito.

Na recente visita, foi possível provar, por exemplo, os macios quiabos grelhados escoltados por purê de milho sedoso e chili oil caseiro (R$ 32).

Outras duas sugestões também traziam os vegetais como protagonistas. A abóbora japonesa selada (R$ 35) era coberta por creme de alho-negro e uma bem-vinda salada de couve com toque cítrico; enquanto a berinjela e ervilha-torta acompanhavam uma suave espuma de raiz-forte (R$ 39).

Também atestam a competência dos chefs a língua bovina (R$ 45) de lenta cocção, bem tenra, combinada com tomatinhos e vagem francesa, e a copa-lombo (R$ 63) de molho cheio de sabor — muito bem reduzido e colagenoso.

Na concisa lista de vinhos, que inclui três brancos, um espumante, um rosé, um laranja e três tintos, uma boa escolha é o rótulo francês Les Athlètes du Vin (R$ 177), elaborado com a uva pinot noir na região do Vale do Loire.

Fique atento: no almoço, em que é possível ir sem reserva, a casa trabalha só com menus de duas ou três etapas, com entrada, prato e sobremesa.

Trégua Cozinha (@tregua.cozinha)
Rua das Laranjeiras, 371 – Laranjeiras, Rio de Janeiro – RJ / Tel.: (21) 3149-2633 / Horário de funcionamento: quarta a sábado, das 12h às 15h30 e das 19h30 às 22h; fechado aos domingos, segundas e terças. 

*Os textos publicados pelos Insiders e Colunistas não refletem, necessariamente, a opinião do CNN Viagem & Gastronomia.

Sobre Fabio Wright

Fabio Wright é jornalista gastronômico e nome por trás do site e perfil Taste and Fly / divulgação

Jornalista paulistano que transita semanalmente entre São Paulo e Rio, já escreveu sobre gastronomia para grandes veículos, como Veja São Paulo, O Estado de S. Paulo e Época São Paulo. Nos últimos dez anos, visitou dezoito países em busca de bons lugares para comer, beber, badalar e exercitar a boemia. Compartilha também suas descobertas no site e Instagram Taste and Fly.