Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    BYD lança linha de carregadores e anuncia 600 eletropostos no Brasil

    Em parceria com a Raízen, montadora espera melhorar infraestrutura de carregamento no país e aposta em opção que pode ser instalada em residências

    Carregador Grid Zero pode armazenar energia em sua bateria para exigir menos da rede elétrica
    Carregador Grid Zero pode armazenar energia em sua bateria para exigir menos da rede elétrica Divulgação/BYD

    João Vitor Ferreiracolaboração para a CNN

    A BYD tem planos de ir além dos carros e espera melhorar a infraestrutura de carregamento no Brasil. Em parceria com a Raízen, a montadora anunciou nesta sexta-feira (22), em São Paulo, uma nova linha de carregadores, que estarão disponíveis tanto para uso público como particular.

    Serão três tipos de novos carregadores: os Wallbox de corrente alternada com potência de 7 kW e 22 kW, carregadores rápidos de corrente direta com potência de 60 kW, 120 kW, 150 kW e 180 kW e o carregador ultrarrápido Grid Zero de 210 kW.

    Esse último, além de ser mais potente, exige menos da rede elétrica, consumindo apenas 60 kW. Enquanto não está sendo utilizada, a estação se carrega de forma automática armazenando a energia em uma bateria, produzida pela própria BYD – como se fosse um grande power bank para carros.

    De acordo com a montadora, em um carregador DC de 60 kW, o BYD Dolphin pode carregar de 30% a 80% em 30 minutos. Já o sedã Seal vai de 30% até os 80% em 25 minutos, se plugado na estação de 150 kW. Os preços para a versão doméstica dos carregadores ainda não foram divulgados.

    Junto dos carregadores, a empresa também apresentou o BYD Recharge, novo app para gerenciamento de carregamentos. Entre suas funções, será possível encontrar as mais de 500 estações de carregamento da empresa, realizar pagamentos e reservas.

    O evento também serviu para reafirmar a parceria entre a Raízen e a BYD. Juntas, as empresas anunciaram que vão inaugurar, nos próximos três anos, mais de 30 hubs de recarga Shell Recharge, todos com energia limpa gerada por fazendas solares.

    As estações estarão espalhadas por oito capitais brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Belém e Brasília. Ao todo, serão 600 novos pontos de recarga DC, somando mais de 18 MW de potência instalada.