PayPal bloqueia site que financiou evento que terminou em invasão ao Capitólio

A PayPal também confirmou à Reuters que fechou uma conta mantida por Ali Alexander, um dos organizadores do encontro

Kanishka Singh, da Reuters
12 de janeiro de 2021 às 16:04
Manifestantes Trump
Apoiadores se manifestam contra certificação da vitória de Joe Biden no Capitólio, Washington D.C.
Foto: REUTERS/Stephanie Keith

A PayPal disse nesta segunda-feira que bloqueou o site de financiamento coletivo GiveSendGo depois que a plataforma ajudou a arrecadar fundos para pessoas que compareceram ao evento da semana passada em Washington que culminou com a invasão do Capitólio por apoiadores de Donald Trump.

A PayPal também confirmou à Reuters que fechou uma conta mantida por Ali Alexander, um dos organizadores do encontro.

As plataformas online e as empresas de mídia social estão se distanciando e tomando medidas contra aqueles que encorajaram ou se envolveram nos atos violentos ocorridos na semana passada no Congresso dos EUA.

Leia também:
Saiba como foi a 1ª conversa entre Trump e Pence após a invasão do Capitólio
Análise: Por que a Ford escolheu a Argentina em vez do Brasil
Câmara deve votar hoje resolução pedindo remoção de Trump pela 25ª Emenda

O Twitter disse que suspendeu mais de 70.000 contas desde sexta-feira (8), que eram usadas principalmente ao compartilhamento de conteúdo QAnon após o ataque ao Capitólio.

Uma série de grandes empresas americanas, incluindo AT&T, American Express e Dow, disseram que cortarão suas contribuições de campanha daqueles que votaram para questionar a vitória do presidente eleito Joe Biden, com os republicanos no Congresso dos EUA enfrentando uma crescente preocupação corporativa.

Representantes do GiveSendGo não puderam ser contatados imediatamente para comentários.