PayPal bloqueia site que financiou evento que terminou em invasão ao Capitólio

A PayPal também confirmou à Reuters que fechou uma conta mantida por Ali Alexander, um dos organizadores do encontro

Apoiadores se manifestam contra certificação da vitória de Joe Biden no Capitólio, Washington D.C.
Apoiadores se manifestam contra certificação da vitória de Joe Biden no Capitólio, Washington D.C. Foto: REUTERS/Stephanie Keith

Kanishka Singh, da Reuters

Ouvir notícia

A PayPal disse nesta segunda-feira que bloqueou o site de financiamento coletivo GiveSendGo depois que a plataforma ajudou a arrecadar fundos para pessoas que compareceram ao evento da semana passada em Washington que culminou com a invasão do Capitólio por apoiadores de Donald Trump.

A PayPal também confirmou à Reuters que fechou uma conta mantida por Ali Alexander, um dos organizadores do encontro.

As plataformas online e as empresas de mídia social estão se distanciando e tomando medidas contra aqueles que encorajaram ou se envolveram nos atos violentos ocorridos na semana passada no Congresso dos EUA.

Leia também:
Saiba como foi a 1ª conversa entre Trump e Pence após a invasão do Capitólio
Análise: Por que a Ford escolheu a Argentina em vez do Brasil
Câmara deve votar hoje resolução pedindo remoção de Trump pela 25ª Emenda

O Twitter disse que suspendeu mais de 70.000 contas desde sexta-feira (8), que eram usadas principalmente ao compartilhamento de conteúdo QAnon após o ataque ao Capitólio.

Uma série de grandes empresas americanas, incluindo AT&T, American Express e Dow, disseram que cortarão suas contribuições de campanha daqueles que votaram para questionar a vitória do presidente eleito Joe Biden, com os republicanos no Congresso dos EUA enfrentando uma crescente preocupação corporativa.

Representantes do GiveSendGo não puderam ser contatados imediatamente para comentários.

Mais Recentes da CNN