Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    B3 retira Braskem de índice de sustentabilidade após colapso em mina

    Petroquímica representava cerca de 1,2% da carteira — que possui ao todo 67 empresas. companhia estará fora a partir do próxima sexta-feira

    Tanque em fábrica de cloro e soda da petroquímica Braskem, em Maceió
    Tanque em fábrica de cloro e soda da petroquímica Braskem, em Maceió 30/01/2020REUTERS/Amanda Perobelli

    Danilo Moliternoda CNN

    A B3, bolsa de valores brasileira, comunicou nesta terça-feira (5) que vai excluir a Braskem de seu índice de sustentabilidade empresarial, após colapso em mina da empresa em Maceió (AL).

    O índice (ISE B3) reúne em uma carteira ativos de empresas comprometidas com a sustentabilidade empresarial. A ideia é apoiar investidores na tomada de decisão e induzir empresas a adotarem práticas ESG.

    A Braskem representava cerca de 1,2% da carteira — que possui ao todo 67 empresas. A petroquímica estará fora do indicador a partir da próxima sexta-feira (8).

    “A decisão considerou o impacto ESG da crise, a gestão da crise pela companhia, o impacto de imagem da crise na companhia e a resposta da companhia à crise”, indicou o comunicado da B3.

    A CNN procurou a Braskem para que comentasse a decisão, mas até o momento não houve resposta. Com o possível desabamento da mina de extração de sal-gema, recentemente a empresa cancelou sua participação na conferência climática COP28.

    Em seu relatório integrado sobre ESG de 2022, a empresa indica que realizou mais de 150 ações sociais que beneficiaram globalmente mais de 610 mil pessoas.

    Veja também – Governo federal já admite que não terá “pibão” em 2024