Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Desenrola: renegociação de dívidas começa nesta segunda-feira (9)

    Fase iniciada hoje é voltada para devedores na Faixa I do programa; além de consultas e renegociações, plataforma também servirá para acesso de conteúdos sobre educação financeira

    Dívidas poderão ser pagas à vista ou em até 60 meses, com juros de até 1,99% ao mês
    Dívidas poderão ser pagas à vista ou em até 60 meses, com juros de até 1,99% ao mês Unsplash

    João Nakamurada CNN*

    São Paulo

    Os devedores inscritos na Faixa I do Desenrola Brasil podem renegociar suas dívidas a partir desta segunda-feira (9) por meio da plataforma do programa.

    Iniciada no dia 25 de setembro com o leilão de descontos, a nova e última fase do programa visa atender o público com renda mensal de até 2 salários mínimos (R$ 2.640) ou que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

    Para renegociar suas dívidas, as pessoas da Faixa I terão de acompanhar o processo pela Plataforma Desenrola Brasil.

    Mas antes de consultar e renegociar suas dívidas, o devedor precisa ter um cadastro de nível ouro ou prata no portal gov.br. A plataforma digital do governo garante um acesso ágil e seguro ao Desenrola.

    Uma vez registrado no gov.br, o devedor pode acessar a plataforma, por onde poderá renegociar suas dívidas com descontos.

    Os passivos podem ser pagos à vista ou em até 60 meses, com juros de até 1,99% ao mês.

    De acordo com o secretário de Reformas Econômicas do Ministério da Fazenda, Marcos Pinto, os bancos podem ofertar juros ainda menores pela plataforma.

    Concluído no dia 27 de setembro, o leilão de dívidas abrangeu um total de R$ 126 bilhões em dívidas que poderão ser renegociados com descontos em média de 83%.

    Ao todo, participaram do leilão 654 empresas.

    O governo federal prevê atender 32 milhões de CPF e renegociar até R$ 150 bilhões.

    Educação financeira

    O governo federal ainda vai disponibilizar um material de educação financeira pela Plataforma Desenrola Brasil.

    O conteúdo pode ser acessado não só pelos devedores da Faixa I, mas pelo público como um todo.

    O governo reforça a importância do conteúdo para que os beneficiados possam organizar sua vida financeira de um jeito “rápido” e “simples” a fim de “evitar novas situações de endividamento”.

    *Sob supervisão de Ana Carolina Nunes

    Veja também: Entenda o programa Desenrola Brasil