Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ação da Petrobras inverte e cai mais de 1,4% com rumores de troca no comando

    Papéis chegaram a subir 2% e recuaram após nome de Aloizio Mercadante ser apontado como possível substituto de Jean Paul Prates

    Da CNN São Paulo

    Em sessão de grande volatilidade, as ações da Petrobras fecharam em queda nesta quinta-feira (4), após a CNN publicar que Aloizio Mercadante é cotado para ocupar a presidência da estatal em substituição a Jean Paul Prates. A apuração é da âncora Raquel Landim.

    Os papéis preferenciais (PETR4) encerraram o dia com perda de 1,41%, a R$ 37,88, enquanto os ordinários (PETR3) recuaram 0,46%, a R$ 39,12. Mais cedo, as ações chegaram a subir mais de 2%.

    Segundo a apuração, o atual presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tem sido um dos nomes aventados para o cargo desde a transição e está na lista do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    O martelo, no entanto, ainda não está batido. De acordo com três fontes, a demissão do atual presidente, Jean Paul Prates, é iminente.

    O presidente da estatal teria pedido uma conversa definitiva com o presidente Lula. O executivo estaria incomodado com uma sequência de desentendimentos com o ministro de Minas e Energia (MME), Alexandre Silveira, e estaria considerando deixar o cargo.

    Também nesta manhã, os ministros da Fazenda, Fernando Haddad, da Casa Civil, Rui Costa, além de Silveira, decidiram, durante reunião no Palácio do Planalto, que vão defender o pagamento de 100% dos dividendos da Petrobras aos acionistas. O presidente da Petrobras já foi comunicado da posição dos ministros.

    Haddad, Rui e Silveira devem agora consultar o presidente Lula para bater o martelo sobre o tema.

    No mês passado, a empresa decidiu não distribuir os dividendos extraordinários de R$ 43,9 bilhões aos acionistas. O dinheiro ficou parado numa conta de reserva que poderia ser usada para cobrir futuros investimentos.