Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Compensação da desoneração da folha deve ser de até R$ 18 bi, diz Haddad

    Projeto está pautado para votação no Senado nesta quarta-feira (10)

    Ministro da Fazenda, Fernando Haddad
    Ministro da Fazenda, Fernando Haddad 03/07/2024REUTERS/Andressa Anholete

    Gabriel Garciada CNN São Paulo e Brasília

    O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou nesta quarta-feira (10) que o impacto da desoneração da folha de pagamento deve ser entre R$ 17 bilhões e R$ 18 bilhões em 2024, com previsão de redução no ano que vem.

    O Senado deve votar nesta quarta-feira o acordo entre o Congresso e União para a retomada gradual da oneração de 17 setores da economia. Segundo Haddad, novos ajustes no projeto serão entregues ainda hoje.

    “Temos que votar antes do recesso, até porque preciso disso para fechar o Orçamento”, disse.

    Mais cedo, o ministro da Fazenda afirmou que caso não haja resolução para compensação da desoneração, se cumprirá a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e retornará a cobrança dos impostos já neste ano.

    Em maio, o ministro Alexandre Zanin manteve a desoneração da folha por 60 dias.

    Haddad também não descartou adiantar para este ano medidas para cortes de gastos que estavam previstas apenas para 2025. A expectativa da Fazenda é enxugar R$ 26,9 bilhões com o pacote de medidas.