Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “A gente não pode votar no imbecil que fala mais bobagem”, diz Lula no Rio

    Presidente discursou durante evento para inaugurar obras de mobilidade na capital fluminense

    Renata SouzaRodrigo Monteiroda CNN

    São Paulo e Rio de Janeiro

    Durante evento para inaugurar obras de mobilidade no Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (23), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) criticou o que chamou de “momento de mentira” que vive o país e fez referência às eleições municipais deste ano.

    “Vai ter eleição outra vez neste ano. E a gente não pode votar no imbecil que fala mais bobagem, a gente não pode votar no imbecil que mais agride os outros”, declarou o presidente.

    Lula ressaltou o “momento de mentira que vive esse país”, afirmando que há pessoas que passam o dia inteiro disseminando mentiras.

    “Achando que a sociedade brasileira é um bando de imbecil que acredita em todas as asneiras que ele fala. Então nós precisamos ter em conta de aprender uma lição”, disse, sem citar nomes.

    O presidente discursou próximo do prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes (PSD), candidato à reeleição, e outras autoridades.

    Obras no rio

    Durante o seu discurso, Lula criticou ainda as obras inacabadas na cidade, que não tiveram apoio de governantes anteriores a Eduardo Paes.

    “O povo não tem culpa pelos governantes que são eleitos nesse estado. O Rio de Janeiro tem que ser cuidado de uma forma especial porque o Rio é um cartão postal desse país”, completou Lula.

    Paes, que pré-candidato à reeleição e aliado do presidente, fez diversos elogios ao mandato de Lula.

    “O Lula é um presidente absolutamente apaixonado por essa cidade e esse estado. Se não fosse a fé e a crença dele, naquilo que a gente falava sobre o Rio de Janeiro, a obra não teria acontecido”, elogiou o prefeito do Rio.

    Por fim, o prefeito fez uma crítica velada a governos anteriores, dizendo que “um governante mesquinho passou quatro anos com essa obra parada”, se referindo a inauguração do Terminal Gentileza, obra de transporte coletivo que integra ônibus rápidos do BRT, linhas convencionais e o sistema de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).