Carnaval 2021: Confira as atrações que vão agitar o feriado dentro de casa

Apesar da falta de interação pessoalmente, a folia ainda vai acontecer de diversas formas pela internet

Luana Franzão*,

da CNN, em São Paulo

Ouvir notícia

Em 2021, o Carnaval será bem diferente do que conhecemos devido à pandemia da Covid-19. Sem aglomerações, sem blocos e sem desfiles — pelo menos presenciais. Apesar da falta de interação pessoalmente, a folia ainda vai acontecer de diversas formas pela internet: lives, blocos em videogames e até mesmo desfiles de escolas de samba em forma de maquete.

Confira alguns dos eventos programados para este feriado de Carnaval pandêmico:

Lives

Claudia Leitte e Ivete Sangalo
Claudia Leitte e Ivete Sangalo, que tradicionalmente agitam o feriado de Carnaval, farão uma live juntas
Foto: Reprodução

Muitos artistas, em especial aqueles que tradicionalmente se apresentam durante o carnaval, optaram por promover transmissões ao vivo. Alguns deles são Preta Gil, a banda de axé Chiclete com Banana, Daniela Mercury e Olodum. As lives serão transmitidas gratuitamente em canais do Youtube.

A live mais aguardada é a das principais artistas da data, que se uniram para apresentar-se online: Claudia Leitte e Ivete Sangalo. Elas se apresentam juntas no sábado (13) à partir das 17h30, no canal de Ivete no YouTube.

Blocos

Carnaval de rua de São Paulo
Carnaval de rua de São Paulo
Foto: Prefeitura de São Paulo/Divulgação

Os bloquinhos que costumam encher as ruas das capitais e cidades do interior também vão se apresentar em formatos diferentes. Alguns optaram pelas lives, que já viraram tradição da pandemia, como o paulista Pilantrangi e os cariocas Amigos da Onça e Céu na Terra.

Outros resolveram inovar: o bloco Casa Comigo, um dos maiores do pré-carnaval de São Paulo, desenvolveu uma websérie de 3 episódios sobre a história e bastidores do evento e um clipe de música. 

 O bloco Afro Ilú Obá De Min, que realiza o mesmo trajeto todos os anos, vai percorrer a capital paulista através de hologramas. Na sexta-feira (12) à noite, um carro de som vai fazer o caminho entre a Avenida São Luís e o Largo do Paissandú e telões de LED vão exibir imagens de desfiles de anos passados.

A apresentação faz parte da iniciativa da prefeitura de São Paulo “Tô me Guardando”, que vai realizar diversas ações durante o feriado. Entre as mais de 300 celebrações do festival estão instalações artísticas, apresentações online e apresentações dos blocos em redes sociais. O festival, nomeado com um trecho da canção Quando O Carnaval Chegar de Chico Buarque, acontece entre os dias 12 e 28 de fevereiro.

Escolas de Samba

Desfile de maquete
Desfile de maquetes da Unidos do Tijucano
Foto: Reprodução

O evento mais tradicional dos carnavais paulista e carioca não poderá acontecer da forma tradicional neste ano. Por provocar grandes aglomerações, tanto no momento da apresentação em si mas também nos ensaios e na produção, as agremiações não poderão exibir os sambas-enredo, fantasias e carros alegóricos criados para o Carnaval em 2021.

Algumas soluções criativas serão usadas para não deixar esses protagonistas de fora da festa. Apesar de existirem há alguns anos, as maquetes de desfiles de escola de samba ganham destaque durante a pandemia como alternativa para manter o brilho do feriado. A União de Escolas de Samba de Maquete (UESM) reúne desde 2013 escolas formadas por grupos de artesãos para criar desfiles em miniatura.

Cada agremiação monta um sambódromo de dois metros para o desfile e grava a sua apresentação com o samba (que pode ser inédito ou uma reedição). Os objetos do desfile precisam ter um mínimo de 15 centímetros.

Os quesitos de julgamento seguem os mesmos dos desfiles de Carnaval, exceto bateria e samba-enredo: harmonia, enredo fantasias, alegorias, mestre-sala e porta-bandeira, comissão de frente e evolução. Estes três últimos, que são julgados por passos e movimentos, têm de ser feitos por meio de animação em stop-motion.

Além dos mini-desfiles, algumas escolas também optaram por tocar seus principais sambas-enredo em transmissões ao vivo. Um exemplo é a Estação Primeira de Mangueira, que vai fazer lives de domingo (14) à terça-feira (16) tocando seus clássicos.

A escola tradicional ainda fez uma parceria com a marca Reserva, que produziu peças de roupa inspiradas no brasão verde e rosa e vai doar o dinheiro das vendas para projetos de apoio à comunidade — que sofreu sérias perdas econômicas com o cancelamento dos desfiles.

Videogame

Carnaval no GTA promete animar os foliões gamers em folia virtual
Carnaval no GTA promete animar os foliões gamers em folia virtual
Foto: Reprodução/CNN Brasil (9.fev.2021)

O prêmio de festa mais inusitada do Carnaval 2021 vai para o bloco do GTA. O Grand Theft Auto, conhecido popularmente como GTA, é um jogo que simula a criminalidade e no qual os jogadores têm de cumprir algumas missões para passar os níveis.

No videogame, o jogador pode criar um avatar e jogar em primeira pessoa. O aplicativo de relacionamentos Tinder resolveu apimentar o jogo criando uma festa de carnaval dentro do próprio videogame. Os gamers poderão encontrar no servidor brasileiro “Cidade Alta” blocos de carnaval e brindes distribuídos pelo aplicativo.

Para ter acesso a shows e ambientes exclusivos, os avatares devem encontrar determinados personagens e cumprirem as missões que estes lhe atribuírem.

Ao final, recebem um abadá do “CarnaTinder” e podem entrar em palcos com shows dos cantores Luísa Sonza, Giulia Be e Léo Santana, além de um desfile do Monobloco. As apresentações foram gravadas previamente, mas um DJ ficará ao vivo controlando a programação.

Os jogadores também poderão flertar uns com os outros dentro do jogo, usando em seu “celular” virtual o aplicativo Tinder e fazendo matches com outros dentro do servidor.

Outra possibilidade é participar das “Tinder Parties”, que terão diferentes influenciadores do nicho de videogames apresentando lives no site Twitch, muito usado para realizar jogos simultâneos. Para participar destas, os jogadores não precisam realizar nenhuma tarefa, apenas jogar.

*com informações de Juliana Faddul e Sinara Peixoto; sob supervisão de Guilherme Venaglia

Mais Recentes da CNN