Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    #CNNPop

    Grammy 2024: veja como foram as homenagens póstumas

    Principal prêmio do mundo da música aconteceu em Los Angeles, neste domingo (04)

    Annie Lennox prestou tributo à Sinéad O'Connor no Grammy 2024
    Annie Lennox prestou tributo à Sinéad O'Connor no Grammy 2024 Foto de JC Olivera/WireImage/Getty Images

    Ana Beatriz Diasda CNN

    São Paulo

    Neste domingo (04), aconteceu a 66ª cerimônia do Grammy, em Los Angeles. Além da entrega de 94 prêmios e apresentações de pelo menos 10 cantores, o evento realizou homenagens póstumas aos artistas e membros do meio artístico que faleceram no último ano.

    Entre os tributos, Stevie Wonder prestou homenagem à Tony Bennett, Lenny Kravitz e Jon Batiste homenagearam Clarence Avant, Annie Lennox cantou para Sinead O’Connor, Oprah e Fantasia Barrino relembraram Tina Turner, entre outros artistas que apareceram no telão, como é o caso da cantora brasileira, Rita Lee.

    Veja como foram realizadas as homenagens póstumas no Grammy 2024:

    Stevie Wonder para Tony Bennett

    O segmento In Memoriam – que acontece em todas as edições do prêmio – do Grammy 2024 começou com Stevie Wonder homenageando o cantor de “I Left My Heart in San Francisco”, Tony Bennett, que faleceu em julho de 2023 após uma longa batalha contra o Alzheimer. Com Wonder no piano e um vídeo de arquivo de Bennett cantando, os dois criaram um dueto emocionante de “For Once in My Life” antes de fazerem a transição para “The Best is Yet to Come”.

    Annie Lennox para Sinéad O’ Connor

    Antes da apresentação da cantora de Eurythmics, um vídeo homenageou Jimmy Buffett. Visivelmente emocionada, Annie Lennox prestou homenagem a mais alguns artistas, em especial Sinéad O’Connor com um cover do single clássico “Nothing Compares 2 U”. No final de sua apresentação, a cantora gritou com o punho erguido: “Artistas pelo cessar-fogo! Paz no mundo!”.

    Lenny Kravitz e Jon Batiste para Clarence Avant

    Burt Bacharach foi celebrado pelo seu impacto inconfundível na música popular ao longo do século XX. Em seguida, Lenny Kravitz prestou tributo ao executivo musical norte-americano Clarence Avant como o “Padrinho da Música Negra” com uma homenagem que incluiu uma performance de “Ain’t No Sunshine” e “Lean on Me” de Jon Batiste. Além do cantor, Ann Nesby, Jimmy Jam, Terry Lewis e outros juntaram-se ao palco para cantarem “Optimistic”.

    Oprah e Fantasia Barrino para Tina Turner

    Por último, mas não menos importante, Oprah Winfrey deu início a uma homenagem à Tina Turner, dizendo: “Ela é nossa eterna deusa do rock and roll que inspirou milhões, um símbolo comovente de graça e coragem, alma e poder… E à medida que essas grandes rodas do tempo continuam girando, a voz de Tina continua a falar com todos nós”.

    Após os seus comentários, Fantasia Barrino – protagonista de “A Cor Púrpura (2024)” –  tomou conta do palco para realizar uma performance de “Proud Mary”, que contagiou e envolveu a plateia na apresentação.