Harvey Weinstein é denunciado por assédio sexual pela terceira vez

Caso seja condenado, a sentença do ex-produtor de cinema pode ir a 29 anos de prisão

Harvey Weinstein chega ao tribunal para ouvir sentença (11.mar.2020)
Harvey Weinstein chega ao tribunal para ouvir sentença (11.mar.2020) Foto: Carlo Allegri/Reuters

Da CNN*

Ouvir notícia

O ex-produtor de cinema Harvey Weinstein foi denunciado nesta sexta (10) pelo terceiro caso de assédio sexual. Caso seja condenado, sua pena pode chegar a 29 anos de prisão.

O caso mais recente acusa Weinstein de assediar e restringir os movimentos de uma mulher em um hotel de Beverly Hills, na Califórnia, em 2010.

O porta-voz de Weinstein, Juda Engelmayer, se recusou a comentar.

O cofundador da Miramax está preso desde o início de março, condenado a 23 anos de detenção por estupro e dois casos de assédio. Atualmente, ele cumpre a sentença em uma penitenciária de Nova York.

As acusações contra o ex-produtor se tornaram símbolos do movimento #MeToo, em que tanto anônimas quanto celebridades denunciaram seus abusadores nas redes sociais. Entre as figuras célebres que se manifestaram, estão Uma Thurman e Ashley Judd — duas das mais de cem mulheres que acusaram Weinstein de assédio. Ele nega todas as acusações. 

Logo após ser encarcerado, Weinstein testou positivo para o novo coronavírus, mas já se recuperou. 

*Com informações da Reuters

Mais Recentes da CNN