Kanye West anuncia “Donda 2”, seu segundo álbum em homenagem à mãe

O lançamento é previsto para o dia 22 de fevereiro, no entanto, a data provocou desconfiança na internet – o primeiro volume de "Donda" demorou meses para ser lançado e teve a data de estreia alterada diversas vezes

O cantor Kanye West, o Ye
O cantor Kanye West, o Ye Getty Images

Luana Franzãoda CNN*

Em São Paulo

Ouvir notícia

O rapper Kanye West anunciou nesta quinta-feira (27) o lançamento de um novo álbum, através de sua página no Instagram. O novo trabalho recebeu o nome de “Donda 2”, no que aparenta ser uma continuação do álbum que lançou em 2021, chamado “Donda“.

O lançamento é previsto para o dia 22 de fevereiro, no entanto, a data provocou desconfiança na internet – o primeiro volume de “Donda” demorou meses para ser lançado e teve a data de estreia alterada diversas vezes. “‘Donda 2’ será atrasado em 200 dias ou um ano, pelo menos”, disse um usuário no Twitter.

O título é uma homenagem à mãe do artista, Donda West, que morreu em 2007. O falecimento da mãe, revelou West em diversas entrevistas, marcou sua vida e causou um luto profundo. Em “Donda”, ele recupera lembranças que viveram juntos e traz referências religiosas.

O novo álbum de Ye, como prefere ser chamado o rapper, terá Future como produtor executivo.

Steven Victor, que trabalhou com West na G.O.O.D. Music e é ex-vice-presidente executivo da A&R, na gravadora Def Jam, disse que “Donda 2” é uma “obra prima”, em entrevista à Complex.

Kanye West está frequentemente envolvido em polêmicas, e chegou a se candidatar à presidência dos Estados Unidos em 2020. Mais recentemente, ele se manifestou contra o lançamento de um documentário sobre sua vida, “Jeen-Yuhs”, que estreou no Festival de Cinema de Sundance.

Em seu Instagram, ele afirmou ter direito de ver o corte final da obra intimista, que cobre 20 anos de sua vida, antes do lançamento geral. “Eu preciso ter direito ao corte final e aprovação nesse documentário antes do lançamento. Abram a sala de edição imediatamente para que eu possa cuidar da minha própria imagem”, escreveu na publicação.

Mais Recentes da CNN