Priyanka Chopra fala sobre rumores de divórcio de Nick Jonas

Haters e especulações nas redes sociais fizeram com que a atriz indiana se tornasse mais cautelosa e "introvertida", porque estar no centro das atenções "toma parte de sua alma"

Reprodução/Instagram

Toyin Owosejeda CNN

Ouvir notícia

A estrela de Bollywood Priyanka Chopra falou sobre as especulações sobre seu casamento com o músico Nick Jonas.

O casamento aconteceu em dezembro de 2018 em duas cerimônias, uma cristã e outra hindu. No entanto, em novembro do ano passado, começaram a circular rumores de que a união de três anos estava em crise quando a atriz de 39 anos atualizou seu nome nas suas mídias sociais, de @PriyankaChopraJonas para @PriyankaChopra.

Na reportagem de capa da revista “Vanity Fair” americana de fevereiro, publicada nessa quinta-feira (13), Chopra falou sobre como o constante escrutínio nas redes sociais mudou a forma como ela navega em sua carreira e vida pessoal.

“É um sentimento muito vulnerável, na verdade, que se eu postar uma foto, tudo o que está atrás de mim nessa foto será ampliado e as pessoas vão especular”, admitiu a estrela de “Matrix Resurrections”.

“É apenas um risco profissional… Por causa do barulho das mídias sociais, por causa da prevalência que tem em nossas vidas, parece muito maior do que é. Acho que damos muito mais credibilidade do que a vida real, e acho que não precisa disso.”

A ex-Miss Mundo, que foi apresentada ao público dos EUA como o recruta do FBI Alex Parrish na série da ABC “Quantico”, revelou que se tornou mais cautelosa e “introvertida”, porque estar no centro das atenções “toma parte de sua alma”.

“Constantemente tentando garantir que você diga a coisa certa, faça a coisa certa, se vista da maneira certa, não cometa um erro, não tropece porque o mundo inteiro vai assistir”, explicou ela.

Nick, marido de Chopra, ex-integrante do grupo pop Jonas Brothers, disse durante a entrevista que a dupla criou “limites” para garantir um nível de privacidade e “criar aquele pequeno refúgio seguro para nós com nossos amigos e familiares”.

Mais Recentes da CNN