Schwarzenegger encerra processo de divórcio após dez anos de disputa judicial

Caso se desenrolou na justiça dos Estados Unidos em disputa por patrimônio de R$ 2,2 bilhões

Arnold Schwarzenegger em aparição em setembro deste ano, na Alemanha
Arnold Schwarzenegger em aparição em setembro deste ano, na Alemanha Getty Images

Debora Sandercolaboração para a CNN

Ouvir notícia

Concluindo um dos processos de divórcio mais longos da história de Hollywood, Arnold Schwarzenegger oficializou, depois de dez anos, sua separação de Maria Shriver. O rompimento afetivo entre o casal e o início do litígio se deram em meados de 2011. Desde então, a disputa na justiça se estendeu por mais de uma década em função de negociações envolvendo o patrimônio de US$ 400 milhões (cerca de R$ 2,2 bilhões na cotação atual).

De acordo com informações obtidas pelo portal TMZ, os papéis do divórcio foram finalmente assinados e o processo foi concluído neste mês de dezembro. O acordo firmado em relação à divisão da fortuna não foi divulgado.

Schwarzenegger e Shriver casaram-se em 1986 e tiveram quatro filhos. Em 2011, a ex-mulher do ator optou pelo fim da relação quando Schwarzenegger, recém-saído do cargo de governador da Califórnia, revelou que tinha um filho fora do casamento, fruto de uma relação com Mildred Baena, antiga governanta da família. Na época, Joseph Baena tinha dez anos. Com a repercussão do caso, o astro se posicionou publicamente lamentando a traição.

“Depois de deixar o gabinete do governador, contei à minha esposa sobre esse evento, que ocorreu há mais de uma década. Eu entendo e mereço os sentimentos de raiva e decepção entre meus amigos e familiares. Pedi desculpas a Maria, meus filhos e minha família. Lamento sinceramente”, afirmou Schwarzenegger em comunicado oficial na ocasião.

Mais Recentes da CNN