Série de TV americana demite dois atores que se recusaram a vacinar contra a Covid

Steve Burton atuava há 30 anos no tradicional programa de TV "General Hospital". Ele foi o segundo a ser dispensado após recusa e faz vídeo para explicar saída

Steve Burton é o segundo ator da série a ser dispensado por se recusar a tomar vacina
Steve Burton é o segundo ator da série a ser dispensado por se recusar a tomar vacina American Broadcasting Companies, Inc/Divulgação

Debora Sandercolaboração para a CNN

Ouvir notícia

O ator norte-americano Steve Burton foi demitido do elenco da série “General Hospital” por não se adequar à política de vacinação do programa. Burton interpretava o personagem Jason Morgan desde 1991. Rumores sobre sua saída já circulavam entre os fãs da atração, e nesta terça-feira (23) o ator de 51 anos confirmou a informação em um vídeo publicado no Instagram.

“Eu sei que tem havido muitos rumores e especulações sobre mim e ‘General Hospital’. Eu queria que vocês ouvissem de mim pessoalmente. Infelizmente, o programa me dispensou por causa da política de vacinação. Solicitei dispensa médica e religiosa, e ambas foram negadas, o que, você sabe, dói”, expôs o ator no vídeo.

“Mas isso também diz respeito à minha liberdade individual. Não acho que ninguém deva perder seu sustento por causa disso. Mas dito isso, vocês me conhecem, sempre serei grato pelo meu tempo em ‘General Hospital’. Talvez um dia, se essas políticas forem suspensas, eu poderei retornar e finalizar minha carreira como Jason Morgan. Seria uma honra”, concluiu.

A saída de Steve Burton acontece cerca de duas semanas depois que outro ator do programa, Ingo Rademacher, deixou “General Hospital” pelo mesmo motivo. Desde o início de novembro, os protocolos de saúde do programa de TV exigem a vacinação de todos os atores e da equipe que circula pelo set quando os atores estão sem máscara.

Mais Recentes da CNN