Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, aparece virtualmente no Grammy 2022

    Presidente apareceu antes da apresentação do cantor John Legend e discursou sobre a guerra na Ucrânia

    Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, aparece durante o Grammy Awards
    Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, aparece durante o Grammy Awards Getty Images for The Recording A

    Artur Nicocelida CNN

    em São Paulo

    Ouvir notícia

    Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, apareceu de forma virtual no Grammy 2022, neste domingo (3). Ele apareceu antes da apresentação do cantor John Legend.

    Zelensky aproveitou o momento para discursar sobre a guerra que acontece há mais de um mês entre a Ucrânia e a Rússia.

    “Em nossa terra, estamos lutando contra a Rússia, que traz um silêncio horrível com suas bombas. O silêncio mortal”, declarou. Ele também comentou que 400 crianças foram feridas com a guerra e pediu para que todas as pessoas apoiem a Ucrânia: “Não façam silêncio”.

    “Nossos músicos usam coletes à prova de balas em vez de smokings. Eles cantam para os feridos. Nos hospitais. Mesmo para aqueles que não podem ouvi-los. Mas a música vai aparecer de qualquer maneira”. Por fim, ele pediu para que a música preencha o silêncio e comentou sobre todas as cidades que estão sendo destruídas por Vladimir Putin.

    Em seguida, Legend apresentou a música “Free” ao lado de uma cantora ucraniana Mika Newton.

    Mika Newton e John Legend no palco do Grammy após participação do presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky / Getty Images for The Recording A

    Relembre a guerra

    O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, pediu o fim dos “crimes de guerra” russos. Seu discurso veio após relatos de dezenas de corpos encontrados nas ruas e valas comuns na cidade ucraniana de Bucha.

    “O mundo já viu muitos crimes de guerra. Em momentos diferentes. Em diferentes continentes. Mas é hora de fazer todo o possível para tornar os crimes de guerra dos militares russos a última manifestação de tal mal na terra”, disse Zelensky.

    O presidente da Ucrânia pediu aos líderes russos que sejam responsabilizados pelas ações dos militares do país.

    Dezenas de corpos de civis foram encontrados espalhados pelas ruas da cidade de Bucha, após a retirada das forças russas, informaram autoridades locais. Ainda neste domingo (3), líderes europeus condenaram as imagens e pediram investigação dos militares russos, classificando o ocorrido de “atos terríveis”. Os russos, no entanto, negaram as acusações de terem assassinado civis.

    Destaques das últimas 24 horas

    Acompanhe ao vivo a cobertura da CNN sobre a guerra da Ucrânia 

    Mais Recentes da CNN