Champions League será retomada em 7 de agosto

Todos os jogos a partir das quartas de final serão em Lisboa, Portugal

Leonardo Lopes, da CNN
17 de junho de 2020 às 11:47 | Atualizado 17 de junho de 2020 às 12:56
O protocolo médico com as diretrizes a serem seguidas para retomada segura dos jogos de futebol já foram aprovados.
Foto: Divulgação

O Comitê Executivo da União das Associações Europeias de Futebol (UEFA) anunciou, nesta quarta-feira (17), decisão sobre a continuidade da Champions League. A edição 2019/20 será retomada em 7 de agosto, e todos os jogos a partir das quartas de final serão em Lisboa, Portugal.

O maior campeonato de futebol disputado por clubes europeus foi interrompido pela pandemia de Covid-19 no dia 11 de março. Com a paralisação, ficaram pendentes quatro partidas "de volta" das oitavas de final.

De acordo com a UEFA, ainda será tomada a decisão em relação ao local em que as oitavas serão encerradas. De toda forma, os jogos "Juventus vs Lyon", "Manchester City vs Real Madrid", "Bayern de Munique vs Chelsea", "Barcelona vs Napoli", acontecerão nos dias 7 e 8 de agosto.

"As quartas-de-final, semi-finais e final serão divididas entre o Estádio da Luz, dos clubes Sport Lisboa e Benfica, e o Estádio José Alvalade, do Sporting CP", afirmou a UEFA em nota. Estas etapas do campeonato acontecerão em partidas únicas disputadas entre os dias 12 e 15, 18 e 19, e no dia 23, respectivamente.

A organização ainda afirmou que o Estádio do Dragão, na cidade de Porto, e o Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, têm a disponibilidade de receber os jogos pendentes das oitavas de final, se necessário.

Leia também:

Botafogo e Fluminense rejeitam retorno do futebol carioca apesar de liberação

US Open de tênis ocorrerá sem público em meio à pandemia

Olimpíada de 2021 está cercada de incertezas, diz governadora de Tóquio

O protocolo médico com as diretrizes a serem seguidas para retomada segura dos jogos de futebol já foram aprovados, mas a divulgação e o detalhamento das medidas será feito pela UEFA somente nas próximas semanas.

"A UEFA avaliará regularmente a situação em todo o continente e entrará em contato com as autoridades locais para saber quando os espectadores poderão retornar gradualmente", acrescentou a entidade.