Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    CNN Esportes

    São Paulo vai dar apoio jurídico a jogadores que quiserem processar John Textor

    Julio Casares, presidente do clube, afirma que o Tricolor já tomou medidas na área cível, criminal e esportiva

    Julio Casares promete dar apoio a jogadores do São Paulo que quiserem processar John Textor
    Julio Casares promete dar apoio a jogadores do São Paulo que quiserem processar John Textor Reprodução

    João Ricardo Moreirada CNN

    O presidente do São Paulo, Julio Casares, disse nesta segunda-feira (10) durante evento no MorumBIS que o clube irá dar apoio jurídico aos jogadores do clube que quiserem processar John Textor, mandatário da SAF do Botafogo.

    A declaração vem logo após relatório produzida por uma empresa contratada pelo empresário norte-americano que aponta supostos “comportamentos anormais” de jogadores do time paulista em derrota no clássico contra o Palmeiras no Campeonato Brasileiros de 2023.

    “Nós estamos deixando o nosso corpo jurídico à disposição dos atletas para aqueles que queiram fazer do lado pessoal que eles não vão ter preocupação jurídica e o São Paulo será um indutor disso até.”, afirmou Casares.

    O presidente são-paulino ainda classificou como “irresponsável” as denúncias feitas por Textor e disse esperar que a CPI punição caso elas sejam comprovadamente caluniosas.

    “É um mau exemplo e que atrapalha o produtor futebol. As denúncias são importantes quando ocorrem com responsabilidade. E foi irresponsável. Eu não imaginava que eu fosse sentar numa CPI e olhar num telão imagens de um jogo que pode sugerir que um jogador com a rivalidade que tem contra o Palmeiras poderia ter alguma atuação de corpo mole como foi colocada. E eu falei lá e reiterei: isso é grave! Nós aguardamos que a CPI agora apure e que também puna essa denunciação caluniosa se ela for comprovada como caluniosa, o que parece ser.”, completou o presidente.

    Entenda a acusação de Textor

    No início de abril, John Textor, dono da SAF do Botafogo, divulgou, em seu site oficial sem provas ou nomes de participantes, um texto afirmando que cinco jogadores do São Paulo manipularam o resultado da partida com o Palmeiras, pela Série A do Campeonato Brasileiro do ano passado.

    Na ocasião, o Tricolor foi goleado por 5 a 0, no Allianz Parque, em duelo válido pela 29ª rodada da competição.

    Antes dessa partida, o Botafogo ainda era o líder do Brasileirão. Na 28ª rodada, o time carioca tinha 59 pontos, enquanto o Palmeiras era o quarto, com 47.

    De acordo com Textor, a manipulação foi 100% confirmada por principais especialistas e também pela inteligência artificial. As provas dessa acusação, desde então, não se tornaram públicas.

    No dia 22 do mês passado, o norte-americano foi ouvido pela CPI e reforçou que o Palmeiras foi beneficiado, pedindo investigação ao STJD.

    Nesta terça-feira (22), segundo o presidente da Comissão Parlamentar, senador Jorge Kajuru (PSB-GO), John Textor contratou a empresa norte-americana Good Games, que acusou os atletas do São Paulo de terem feito “corpo mole” na partida com o Palmeiras.

    O próprio político rebateu a tese, questionando a dificuldade de provar esse tipo de comportamento.

    Acompanhe CNN Esportes em todas as plataformas