Veneza volta a ter águas cristalinas após ser isolada para conter coronavírus


Jack Guy e Valentina Di Donato Da CNN
18 de março de 2020 às 10:22
Águas de Veneza ficaram cristalinas após isolamento

Após ser isolada para conter avanço do coronavírus, águas de Veneza voltaram a ficar cristalinas

Foto: NurPhoto via Getty Images - 16.mar.2020

Enquanto o mundo intensifica seus esforços para conter o avanço do novo coronavírus, a pandemia apresenta alguns efeitos colaterais inesperados.

Em Veneza, uma das atrações turísticas mais movimentadas da Itália, por exemplo, a água nos canais da cidade ficou muito mais clara e é possível até ver peixes nadando.

Isso se deve ao fato de, no momento, todo o país estar em isolamento à medida que o coronavírus continua a se espalhar.

Os moradores de Veneza notaram essa diferença e várias pessoas enviaram fotos para um grupo no Facebook chamado Venezia Pulita (Veneza Limpa), atraindo comentários de outros usuários.

“A natureza retoma sua vida... que lindo”, escreveu Maria Lanaro. Outro internauta, Villa Lory, disse desejar que a água fosse sempre tão cristalina. “De forma admirável há peixes e nós podemos vê-los”, escreveu.

Assista e leia também:

Água com sal, dez segundos sem ar: o que não se deve fazer contra o coronavírus 

Coronavírus: ibuprofeno e cortisona não são recomendados para sintomas 

Outros disseram considerar isso um sinal de luz em meio à escuridão causada pela pandemia. “Que maravilha [como] Veneza está. Este vírus trouxe algo... bonito”, disse Katia Fameli.

Apesar do visual agradável, a prefeitura de Veneza afirmou à CNN que a mudança não está relacionada a qualquer tipo de melhoria na qualidade da água.

“A água parece mais cristalina porque há menos tráfego nos canais e isso permite que os sedimentos continuem no fundo”, disse um porta-voz. "[A translucidez da água] se deve ao fato de que há menos tráfego de barcos que geralmente trazem sedimentos para a superfície da água."

Apesar de a poluição das águas nos canais de Veneza não ter diminuído, a qualidade do ar na cidade melhorou, segundo o porta-voz da prefeitura.

“O ar, por outro lado, está menos poluído já que há menos tráfego de barcos que o usual em razão da restrição de movimentação dos residentes”, afirmou.

O isolamento em razão do novo coronavírus é o mais recente de uma série de problemas que Veneza teve que enfrentar recentemente.

Em novembro, a cidade foi atingida pela pior inundação em 50 anos, resultando em danos avaliados em centenas de milhões de euros. A cidade também luta contra o turismo insustentável, contra o afundamento de seus edifícios históricos na água e contra o aumento de sua população.