Os últimos lugares do mundo sem casos do novo coronavírus

34 países ou territórios não tem relatos de COVID-19, mas isso não significa, necessariamente, que não houve infecções por lá

Reuters
29 de abril de 2020 às 12:28

Apesar de o novo coronavírus já ter infectado mais de 3 milhões de pessoas em todo o mundo, ainda existem 34 países ou territórios que não relataram um único caso da doença.

São exemplos: Comores, Lesoto, Tajiquistão, Turquemenistão e pequenas nações insulares distantes e de difícil acesso no Pacífico, como Nauru, Tuvalu, Kiribati e Ilhas Salomão – alguns dos lugares menos populosos do mundo.

De acordo com dados de 20 de abril, 213 países e territórios dos 247 reconhecidos pelas Nações Unidas tiveram pelo menos um caso de COVID-19. Desses, 186 também sofreram transmissão local – quando o vírus se espalha na comunidade. Houve mortes em pelo menos 162 deles.

Mas o fato de uma nação não relatar casos do novo coronavírus não significa necessariamente que o país não foi afetado.

Leia também:

CNN Mundo: os impactos da pandemia nas Coreias

O que é o novo coronavírus e o que ele está causando no Brasil e no mundo

Por exemplo, a Coreia do Norte não registrou nenhum caso da doença, mas faz fronteira com China, Rússia e Coreia do Sul, todos os países que lidam com um número alto de casos, o que significa que o vírus pode ter entrado no país, um dos mais fechados do mundo.

Algumas tendências podem ser observadas pela disseminação do novo coronavírus por regiões. A Ásia teve duas amplas ondas de transmissão através das fronteiras, enquanto na Europa muitos países começaram a relatar casos a partir do final de fevereiro.

A América Latina e a África pareciam estar livres do vírus nos meses de janeiro e fevereiro, antes que o novo coronavírus se espalhasse rapidamente pelos dois continentes.

Cinco países ou territórios conseguiram se livrar do vírus após relatar casos. São Anguilla, Groenlândia, Iêmen, e as ilhas caribenhas de São Bartolomeu e Santa Lúcia.