Cogumelos alucinógenos, lobos, fiança: americanos votam 129 proposições em 2020

Entre os temas que serão decididos na urnas de 32 estados estão a legalização da maconha, a mudança de bandeira e até do nome de um estado

Murillo Ferrari, da CNN, em São Paulo
30 de outubro de 2020 às 17:27
Eleitores norte-americanos votam antecipadamente no Brooklyn, em Nova York
Foto: Mike Segar - 27.out.2020/Reuters

Além de eleger o próximo presidente dos Estados Unidos, renovar todas as 435 vagas na Câmara dos Deputados e trocar 35 das 100 cadeiras no Senado, eleitores norte-americanos em 32 estados também decidirão, na terça-feira (3), sobre 120 proposições que podem alterar ou criar leis estaduais.

Os temas dessas proposições vão desde a legalização da maconha (recreativa e medicinal) – em votação em 4 estados – até a mudança da bandeira e do nome de outros estados norte-americanos. 

O principal assunto dessas votações, no entanto, diz respeito às questões eleitorais, incluindo financiamento de campanha, datas de eleições, sistemas eleitorais, mudança nos distritos e limites de mandatos, que serão analisadas em 18 medidas por 14 estados.

Assista e leia também:
O que são os delegados e como funciona o voto indireto nas eleições dos EUA
Como funciona a eleição nos EUA
A eleição nos EUA tem segundo turno? E se houver um empate? Entenda o formato
Entenda a importância da taxa de abstenção nas eleições presidenciais dos EUA

Já em 12 estados os eleitores também votarão em 19 medidas que tratam de políticas relacionadas aos impostos estaduais. 

Entre os tópicos mais inusitados, há estados que decidirão, por exemplo, sobre o uso de cogumelos alucinógenos – caso do Oregon –, sobre a reintrodução de lobos na fauna local – analisada no Colorado –, sobre aspectos da gig economy (a economia alternativa) representada por aplicativos e, até, sobre o fim de fianças pagas em dinheiro vivo – esta, na Califórnia.

É importante destacar que, além dessas 120 proposições em jogo na terça-feira, os norte-americanos já decidiram sobre outras 8 em votações entre março e agosto e há mais uma, no estado da Louisiana, marcada para 5 de dezembro.

Votação antecipada por correio para as eleições presidenciais americanas
Foto: Octavio Jones - 6.out.2020/Reuters

Assim, o total de proposições em votação nos Estados Unidos ao longo de 2020 chega a 129, das quais 43 partiram de iniciativas dos próprios cidadãos. É o menor número desde 1980, segundo o site Ballotpedia – na outra ponta, o ano com mais proposições foi 1988, com 272.

Dois anos atrás, na eleição de meio de mandato, havia 167 proposições estaduais em votação (68 delas de iniciativa popular).

Já quatro anos atrás, na última eleição presidencial, os eleitores decidiram sobre 162 proposições estaduais (76 de iniciativa popular).