Reino Unido detecta outra variante ainda mais transmissível do coronavírus

Ministro da Saúde Matt Hancock disse que os dois casos com essa mutação da doença foram detectados em pessoas que viajaram à África do Sul nas últimas semanas

Da CNN, em São Paulo
23 de dezembro de 2020 às 12:42 | Atualizado 23 de dezembro de 2020 às 14:43

 

O Reino Unido detectou outra variante do novo coronavírus ainda mais transmissível do que a cepa identificada na semana passada pelo país, disse o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock, nesta quarta-feira (23).

"Detectamos dois casos de outra nova variante do coronavírus aqui no Reino Unido", disse Hancock em uma entrevista coletiva.

Ele disse que ambos os casos são de pessoas que viajaram da África do Sul nas últimas semanas.

"Esta nova variante é altamente preocupante porque é ainda mais transmissível e parece ter sofrido mais mutações do que a (primeira) nova variante descoberta no Reino Unido", disse Hancock. 

Assista e leia também:
Hotéis de Londres oferecem pacotes para quem precisa fazer quarentena
França reabre fronteira com Inglaterra para viajantes sem Covid-19
Brasileiros que chegarem do Reino Unido terão de ficar isolado

Medidas para conter mutações

O governo britânico reavaliará ainda nesta quarta-feira se precisa estender as restrições mais rígidas contra a Covid-19 para mais partes do país, para conter a mutação altamente infecciosa do coronavírus que continua a se disseminar no país.

O Reino Unido relatou um número recorde de novas infecções na terça-feira. A nova linhagem do coronavírus, uma mutação que pode ser até 70% mais transmissível do que a original, está fazendo a quantidade de casos e hospitalizações disparar.

No sábado, medidas rigorosas de restrição à interação social foram impostas em Londres, no sudeste da Inglaterra e no País de Gales, e planos para afrouxar limitações em toda a nação durante o Natal foram reduzidos ou cancelados.

(Com informações da Reuters)