Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Ajuda britânica para a Ucrânia provoca reação indignada da Rússia

    Para ministério de Relações Exteriores russo, a decisão britânica de enviar drones e os mísseis Storm Shadow para Kiev vai levar a uma grande “escalada” do conflito; Zelensky organiza seu país para novos avanços contra forças inimigas

    Zelensky e Sunak se encontraram no Reino Unido; anúncios de mais apoio britânico à Ucrânia enfureceu o governo russo
    Zelensky e Sunak se encontraram no Reino Unido; anúncios de mais apoio britânico à Ucrânia enfureceu o governo russo Carl Court/Getty Images

    Américo Martinsda CNN

    Londres

    O governo do Reino Unido decidiu tomar a frente entre os aliados ocidentais da Ucrânia e já entregou dezenas de mísseis de longo alcance Storm Shadow e drones de ataque ao governo de Kiev, segundo apuração da CNN.

    Esses armamentos estratégicos ampliam muito a capacidade ofensiva dos militares ucranianos e, com isso, as chances da esperada ofensiva contra os russos começar nos próximos dias ou semanas. Para o Ministério de Relações Exteriores da Rússia, a decisão britânica vai levar a uma grande “escalada” do conflito.

    “O Reino Unido está obviamente pronto para ultrapassar quaisquer fronteiras e levar o conflito a um nível fundamentalmente novo em termos de destruição e perda de vidas”, disse Moscou.

    Reunião entre Zelensky e Sunak

    A estratégia da guerra foi discutida durante uma reunião de duas horas entre o primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, e o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, que fez uma visita surpresa ao Reino Unido nesta segunda-feira (15).

    Sunak prometeu continuar apoiando a Ucrânia até o fim, e Zelensky voltou a pedir mais jatos militares para defender o espaço aéreo de seu país e poder atacar as forças russas pelo ar. Ele se referiu a uma “coalizão nos céus” da Ucrânia.

    Os ucranianos vinham pedindo mísseis de longo alcance há meses, com o objetivo de atingir as linhas de defesa e de logística do inimigo, até mesmo dentro do território da Rússia.

    Mas os aliados ocidentais, inclusive os Estados Unidos, sempre relutaram em oferecer tais armas por temer uma escalada sem controle da guerra.

    Os britânicos resolveram ignorar a preocupação dos aliados e prometeram entregar centenas de mísseis Storm Shadow a Kiev nas próximas semanas.

    Desenvolvidos em conjunto com os militares franceses, os Storm Shadows tem um alcance de 250 quilômetros — contra os mísseis de apenas 80 quilômetros até então disponíveis aos ucranianos.

    Analistas militares acham que os mísseis, mais jatos e os drones podem ajudar a Ucrânia a reverter sua posição na guerra e retomar quilômetros de território ocupados hoje pelos russos.

    O Reino Unido é o segundo país que mais contribuiu com o esforço de guerra ocidental, com um total de US$ 5,7 bilhões de dólares em armamentos.

    A lista inclui, além dos Storm Shadows, tanques de combate Challenger 2, helicópteros, mais de 120 veículos blindados e sistemas de defesa área.