Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Arábia Saudita pede “contenção” em meio aos ataques iranianos contra Israel

    Irã lançou mais de 200 drones e mísseis contra o território israelense

    Sauditas falaram sobre a importância de “prevenir qualquer agravamento” da crise no Oriente Médio
    Sauditas falaram sobre a importância de “prevenir qualquer agravamento” da crise no Oriente Médio Huseyin Aldemir/Reuters

    Caroline FarajEyad Kourdida CNN

    O Ministério das Relações Exteriores da Arábia Saudita expressou preocupação com as “recentes escaladas militares” na região e suas “potenciais repercussões graves” após ataques iranianos de drones e mísseis dirigidos a Israel, de acordo com um comunicado publicado pelo Ministério das Relações Exteriores no X neste sábado (13).

    “O Ministério reafirma a posição do Reino que sublinha a necessidade do Conselho de Segurança (da ONU) assumir a responsabilidade pela manutenção da paz e segurança internacionais, especialmente nesta região altamente sensível para a paz e segurança globais”, acrescentou o ministério saudita.

    Os sauditas sublinharam a importância de “prevenir qualquer agravamento” da crise, alertando para “consequências terríveis” caso a situação se agrave.

    Irã lançou mais de 200 drones e mísseis contra o território israelense.

    A retaliação do Irã já estava prevista pelas autoridades israelenses, após a República Islâmica acusar Israel de realizar um ataque contra uma representação diplomática do país na Síria, na semana passada, em meio à intensificação das tensões entre os dois países nos últimos meses.

    “O malicioso regime sionista será punido”, disse o líder supremo do Irã, o aiatolá Ali Khamenei, em publicação nas redes sociais neste sábado.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original