Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Biden condena ataques na Ucrânia e diz que continuará a “impor custos” à Rússia

    "Esses ataques apenas reforçam ainda mais nosso compromisso de permanecer com o povo da Ucrânia pelo tempo que for necessário", escreveu Biden em comunicado na segunda-feira (10)

    Kevin Liptakda CNN

    O presidente dos EUA, Joe Biden, disse que os ataques com mísseis russos que atingiram Kiev e outras cidades da Ucrânia na segunda-feira (10) “demonstram mais uma vez a total brutalidade da guerra ilegal de Putin contra o povo ucraniano”.

    “Esses ataques apenas reforçam ainda mais nosso compromisso de permanecer com o povo da Ucrânia pelo tempo que for necessário”, escreveu Biden em comunicado na segunda-feira (10). “Juntamente com nossos aliados e parceiros, continuaremos a impor custos à Rússia por sua agressão, responsabilizar Putin e a Rússia por suas atrocidades e crimes de guerra e fornecer o apoio necessário para que as forças ucranianas defendam seu país e sua liberdade.”

    “Pedimos novamente à Rússia que encerre essa agressão não provocada imediatamente e retire suas tropas da Ucrânia”, disse Biden.

    Espera-se que o presidente participe de uma ligação com os líderes do G7 na terça-feira (11), onde o presidente ucraniano Zelensky deve se dirigir ao grupo.

    Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

    versão original