Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Campanha de Massa usa inteligência artificial para relacionar Milei a Margaret Thatcher

    Thatcher era premiê do Reino Unido durante a Guerra das Malvinas, episódio traumático da história argentina

    Da CNN

    A campanha do candidato à Presidência da Argentina, Sergio Massa (Unión por la Patria), divulgou uma propaganda eleitoral comparando seu oponente, Javier Milei (La Libertad Avanza), à ex-premiê britânica Margaret Thatcher.

    As imagens, produzidas com inteligência artificial, mostram a Guerra das Malvinas, episódio traumático da história da Argentina em que o país enfrentou as tropas britânicas durante o governo Thatcher.

    O vídeo mostra soldados argentinos. Em seguida, a ex-premiê dá ordem para o ataque. Antes do bombardeio, aparece a voz de Javier Milei dizendo que “na história da humanidade houve grandes líderes, a senhora Thatcher foi um deles”.

    Um trecho do debate do domingo (12), em que Massa disse que “um país não pode ser liderado por quem admira seus inimigos”, encerra o vídeo.

    Thatcher é bastante mal vista no país por ter liderado a guerra em 1982.

    Segundo turno na Argentina

    Sergio Massa, representante do Unión por la Patria, enfrenta Javier Milei, do La Libertad Avanza, no segundo turno das eleições presidenciais da Argentina neste domingo.

    Milei lidera as intenções de votos úteis do segundo turno, com 52,1%, segundo a última pesquisa AtlasIntel, divulgada na sexta-feira (10). Massa aparece com 47,9%.

    Quando as intenções são medidas em votos totais, Milei tem 48,6%, contra 44,6% de Massa. 2,3% dizem não saber em quem votar, enquanto 4,4% se dividem entre a opção pelos votos brancos e nulos.

    O levantamento ouviu 8.971 pessoas com mais de 16 anos de forma aleatória e por meios digitais entre domingo (5) e quinta-feira (9). A margem de erro é de um ponto percentual, para mais ou menos, e o nível de confiança é de 95%.

    Veja também: Eleição na Argentina entra na reta final

    Publicado por Flávio Ismerim