Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Casa Branca critica Israel por reter fundos para a Autoridade Palestina

    Caso acontece após países europeus anunciarem que vão reconhecer Estado palestino

    Soldados israelenses perto da fronteira com Gaza
    Soldados israelenses perto da fronteira com Gaza 9/5/2024 REUTERS/Amir Cohen

    Sam Fossumda CNN

    O conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, criticou Israel por reter fundos para a Autoridade Palestina depois que países europeus anunciaram que vão reconhecer um Estado palestino.

    “Eu acho que está errado. Penso que é errado numa base estratégica, porque a retenção de fundos desestabiliza a Cisjordânia; prejudica a busca de segurança e prosperidade para o povo palestino, o que é do interesse de Israel”, ponderou Sullivan a repórteres nesta quarta-feira (22).

    “E penso que é errado reter fundos que fornecem bens e serviços básicos a pessoas inocentes”, destacou.

    Ele também pediu a Israel que libere os valores. “Do nosso ponto de vista, esses fundos devem continuar a ter todas as salvaguardas necessárias, mas devem continuar a fluir”, complementou.

    Sullivan também observou anteriormente que a posição dos Estados Unidos permanece clara e que o governo Biden não concorda com o reconhecimento unilateral de um Estado palestino.

    “O presidente Biden acredita que uma solução de dois Estados que garanta a segurança de Israel, e também um futuro de dignidade e segurança para o povo palestino, é a melhor maneira de trazer segurança e estabilidade a longo prazo para todos, israelenses e palestinos”, ressaltou.