Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Chanceler de Israel critica chefe da ONU por resposta “inaceitável” às ações do Hamas

    Israel Katz afirmou que atuação de António Guterres é "ofensiva"

    António Guterres na sede da ONU em Nova York
    António Guterres na sede da ONU em Nova York 8/2/2024 REUTERS/Mike Segar

    Duarte Mendoncada CNN

    O ministro das Relações Exteriores israelense, Israel Katz, criticou o secretário-geral da ONU, António Guterres, pelo que classificou como resposta “inaceitável” às ações do Hamas contra o povo de Israel.

    Em carta compartilhada pelo Ministério das Relações Exteriores de Israel, ele criticou Guterres por “rejeitar” o ataque terrorista de 7 de outubro nos últimos relatórios da ONU.

    “A sua resposta às atrocidades cometidas pelo Hamas é inaceitável. A sua rejeição dos atos hediondos documentados no recente relatório da ONU – atos que ainda estão sendo perpetrados – não é apenas inadequada, mas também ofensiva. O mundo está esperando há cinco meses por suas ações”, escreveu Katz.

    Katz disse que, em vez de declarar o Hamas um grupo terrorista e concentrar esforços na imposição de “sanções severas semelhantes às impostas à Al Qaeda e ao Daesh, [Estado Islâmico]”, as Nações Unidas estavam, em vez disso, focadas em condenar Israel.

    O chanceler ressaltou ainda que o gabinete de Guterres garantiu que as organizações da ONU não fornecessem os cuidados médicos adequados aos reféns, bem como enterrou deliberadamente os terríveis feitos do Hamas num relatório da ONU.

    “O seu mandato na ONU será lembrado por diminuir a estatura da organização ao nível mais baixo de todos os tempos, permitindo-lhe tornar-se um epicentro do antissemitismo e do incitamento anti-Israel”, finalizou.