Conheça o protocolo que Biden deverá seguir no encontro com a rainha Elizabeth

Lista do que fazer e não fazer é tradicional durante visita à rainha, o que não impediu líderes mundiais de já terem cometido gafes

Rainha Elizabeth encontra líderes do G7 no Reino Unido
Rainha Elizabeth encontra líderes do G7 no Reino Unido Foto: Jack Hill - WPA Pool/Getty Images

Max Foster e Lauren Said-Moorhouse, da CNN

Ouvir notícia

Joe Biden será recebido com estilo quando ele e sua esposa, “Jill de Philly” (abreviatura de Filadélfia, que remete à informalidade de Jill Biden), se encontrarem com a Rainha Elizabeth II no Castelo de Windsor, no Reino Unido, neste domingo (13).

Para dar as boas-vindas ao 46º Presidente dos Estados Unidos, a Rainha Elizabeth receberá uma guarda de honra composta pelos Guardas Granadeiros no famoso pátio do castelo, conforme anunciado pelo Palácio de Buckingham, em Londres, na Inglaterra. Os Guardas, uma das unidades mais antigas do Exército Britânico, farão continência e o hino nacional dos Estados Unidos será tocado.

 A rainha recebeu quatro outros presidentes em Windsor: Trump em 2018; Obama em 2016; George W. Bush em 2008; e Reagan em 1982.

O presidente então inspecionará as tropas antes de se encontrar com a rainha e a primeira-dama para assistir ao desfile militar. Em seguida, o grupo seguirá para o castelo para o chá. Durante nossa conversa com o Príncipe Edward, ele falou sobre a oportunidade de Biden se reunir com sua mãe e como outros reagiram ao passar um tempo com ela.

“Quando você conhece alguém que teve esse nível de conhecimento e experiência pessoal, é, quer dizer, às vezes, é divertido e pode sobrecarregar um pouco algumas pessoas”, refletiu o homem de 57 anos. E eu acho que a maioria das pessoas pode ir embora desejando ter um pouco mais de tempo. Essa geralmente é a resposta: gostaria de ter um pouco mais de tempo, porque foi fascinante.

Antes da grande reunião do fim de semana, a realeza está fazendo uma espécie de “campanha de simpatia” no G7, na Cornualha.

A Rainha, o Príncipe Charles e Camilla, assim como William e Catherine, participarão do encontro para uma recepção no mundialmente famoso Eden Project, uma incrível coleção de biomas, um dos quais abriga a maior floresta tropical coberta da Terra.

Kate se encontrou com a primeira-dama na sexta-feira (11). A duquesa há muito defende a educação infantil. Ambos participaram de um painel de discussão sobre o assunto e visitaram uma escola na Cornualha.

Regras para Biden seguir ao encontrar a rainha

Um encontro com a rainha pode ser intimidante … mesmo se você for um líder mundial. A rainha se encontrou com quase todos os presidentes dos Estados Unidos que assumiram o cargo durante seu longo reinado.

Biden sem dúvida desejará causar uma boa impressão em sua primeira viagem ao exterior e provavelmente desejará seguir as convenções estabelecidas para seu encontro com a monarca de 95 anos. Este é um rápido resumo das regras reais para o encontro.

O que se deve fazer

De acordo com o site da família, não existe um código de conduta obrigatório para saudar a realeza. No entanto, ele reconhece que alguns podem optar por observar “métodos tradicionais”.

Isso basicamente significa que a rainha não espera que as pessoas se curvem diante dela, embora muitos o façam de qualquer maneira. Para os homens, pode ser uma leve curvatura da cabeça, enquanto as mulheres podem optar por uma pequena reverência. Você também pode adicionar um aperto de mão (se ela lhe oferecer primeiro), mas, em qualquer caso, o segredo é não exagerar.

Ao encontrar a rainha, a tradição manda que ela fale primeiro. Em resposta, a maneira correta é primeiro tratá-la como “Sua Majestade” antes de mudar para “Madame”. E caso você esteja se perguntando, há uma preferência de pronúncia: deve ser “Madame” para rimar com “jam” em inglês. Faça o que fizer, não use o primeiro nome dela.

Embora os protocolos reais tenham sido relaxados nos últimos anos, uma dica importante é seguir o exemplo da rainha. Se ela andar, você a segue; se ela se sentar, você também se senta; e se for um jantar, é melhor esperar que ela comece antes de comer. Todos nós nos lembramos da quebra de protocolo de Donald Trump quando ele bloqueou o caminho da rainha e então a ultrapassou durante sua visita a Windsor.

O que você deve evitar

Não chegue tarde. De acordo com Debrett, a principal autoridade em etiqueta britânica, ‘é correto que todos cheguem antes que o personagem real e o protocolo estabeleça que nenhum convidado deve deixar um evento antes de um membro da família real, exceto em circunstâncias especiais em que permissão prévia deve ser obtida. Se você precisar sair, certifique-se de pedir permissão primeiro por meio de uma secretária particular.

Pode parecer óbvio, mas não toque na rainha sem o consentimento dela. É ela quem inicia qualquer contato … e no máximo será um aperto de mão. Em 2017, o então governador geral do Canadá David Johnston ganhou as manchetes ao colocar a mão no cotovelo da rainha durante uma visita à Casa do Canadá em Londres. Johnston disse mais tarde que estava simplesmente “ansioso” sobre o tapete escorregadio e optou por renunciar à convenção “para se certificar de que não haveria nenhum tropeço.”

E provavelmente é melhor evitar dar um abraço. Foi um verdadeiro frenesi em 2009, quando a então primeira-dama Michelle Obama instintivamente abraçou a rainha (o que meio que retribuiu). A mídia do Reino Unido criticou o gesto, com comentários contraditórios sobre o momento. Dito isso, Obama lembrou de uma visita subsequente ao Castelo de Windsor em 2016, na qual ela se preocupou com o protocolo real, mas a rainha ignorou, declarando que “era tudo uma um absurdo”.

Outras coisas a considerar

Você pode trazer um presente, mas certifique-se de que é apropriado para a ocasião. Os presentes oficiais entram na Royal Collection, uma das maiores coleções particulares de arte do mundo, mesmo que sejam dados a um membro específico da família.

Então, o que dar ao monarca que tem tudo? Bem, é complicado. Trump optou por um broche de papoula de prata e seda da Tiffany & Co. em uma caixa de joias de madeira personalizada da Casa Branca em um estojo de couro vermelho quando voltou ao Reino Unido para uma visita de estado em 2019. Seu antecessor tomou uma direção diferente, já que Obama presenteou a rainha com um iPod pré-carregado com músicas e vídeos da Broadway de sua viagem aos Estados Unidos em 2007.

Está confuso? Ok, então esta é a única regra a seguir: na dúvida, não faça isso. A última coisa que você quer é tentar seguir as regras diferenciadas e muitas vezes não ditas da realeza e acabar caindo na armadilha. Afinal, a América não é um reino ou território da rainha. Seguir o protocolo é educado, mas não é a lei. O presidente não será impedido de retornar se escorregar. Em última análise, cabe a Biden o que ele faz ou deixa de fazer … mesmo que todos estejamos assistindo.

Este texto é uma tradução; para ler o original, clique aqui.

 

Mais Recentes da CNN