Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    “Devemos ajudar a Ucrânia a se defender do seu agressor”, diz ministra da Alemanha

    Ministra afirmou que Alemanha está ciente da sua responsabilidade histórica

    Annalena Baerbock, ministra de Relações Exteriores da Alemanha
    Annalena Baerbock, ministra de Relações Exteriores da Alemanha Reprodução/CNN

    Artur Nicocelida CNN São Paulo

    Annalena Baerbock, ministra de Relações Exteriores da Alemanha, em reunião emergencial da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), afirmou que “devemos ajudar a Ucrânia a se defender do seu agressor”. Desde quinta-feira (24), a Rússia invade o território ucraniano usando forças aéreas e terrestres.

    Ela declara que o que está “em jogo é vida ou a morte do povo ucraniano, a segurança da Europa e a carta da ONU”. Annalena diz que a guerra russa marca uma nova realidade mundial e pede para que todos os embaixadores tomem decisões responsáveis.

    “A Alemanha está ciente da sua responsabilidade histórica, e é por isso que buscaremos sempre  soluções pacíficas. Quando enfrentamos um ataque, devemos agir de forma responsável”, afirma. “Devemos estar disposto a questionar nossas atitudes passadas”.

    Ao longo do discurso, a ministra diz que os tanques de Putin não carregam ferramentas “da paz, mas da morte e da destruição”. Ela também questiona sobre o posicionamento do presidente russo, e afirma: os senhores agem em alta defesa, mas o planeta observou enquanto vocês montavam suas tropas para esse ataque.

    “Hoje, nós encaramos uma nova realidade. Uma realidade que o Putin obrigou a todos nós”.