Dois assessores próximos ao Papa Francisco testam positivo para Covid-19

O cardeal Pietro Parolin, secretário de estado, teve sintomas leves, e o arcebispo Edgar Pena Parra, vice-secretário de estado, estava assintomático

Papa Francisco celebra missa no Vaticano
Papa Francisco celebra missa no Vaticano 24/12/2021 REUTERS/Guglielmo Mangiapane

Philip Pullellada Reuters

Cidade do Vaticano

Ouvir notícia

Os dois assessores mais próximos do Papa Francisco testaram positivo para a Covid-19, anunciou o Vaticano nesta terça-feira (18).

O cardeal Pietro Parolin, secretário de estado e segundo cargo mais alto na hierarquia do país, teve sintomas leves, e o arcebispo Edgar Pena Parra, terceiro na hierarquia, não teve sintomas, disse o porta-voz Matteo Bruni.

Ele disse que tanto Parolin, italiano de 67 anos, quanto Pena Parra, venezuelano de 61, estão cumprindo isolamento em suas residências no Vaticano.

Os dois se reúnem com o Papa regularmente, mas não está claro quando foi o último encontro com o pontífice de 85 anos.

O Vaticano exigiu que seus fucionários, que em sua maioria vivem na Itália, estejam totalmente vacinados.

A Itália, que cerca a pequena e soberana Cidade do Vaticano, reportou 83.403 casos de Covid-19 na segunda-feira (17), em comparação com 149.512 no dia anterior, enquanto o número de óbitos subiu de 248 para 287.

Mais Recentes da CNN