Eleições nos EUA: Biden anuncia arrecadação recorde de US$ 383 mi em setembro

O total de setembro supera o montante de agosto, de US$ 364,5 milhões

O candidato democrata à presidência dos EUA Joe Biden
O candidato democrata à presidência dos EUA Joe Biden Foto: Kevin Lamarque - 04.set.2020 / Reuters

Sarah Mucha, da CNN

Ouvir notícia

O candidato à presidência dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, Joe Biden, anunciou na noite dessa quarta-feira (14) que a campanha dele arrecadou US$ 383 milhões em setembro, o segundo recorde histórico mensal consecutivo de arrecadação de fundos.

O total de setembro supera o montante de agosto, de US$ 364,5 milhões, que a campanha então chamou de “o melhor mês de arrecadação de fundos virtual na história política norte-americana”. O ex-vice-presidente arrecadou três quartos de US$ 1 bilhão em apenas dois meses, uma quantidade colossal que ajudou a aumentar a pressão sobre a campanha do presidente Donald Trump.

A quantia supera os US$ 154 milhões arrecadados pela ex-candidata democrata à presidência Hillary Clinton, em setembro de 2016.

Assista e leia também:
Entenda a importância da taxa de abstenção nas eleições presidenciais dos EUA
Obama diz que Trump não teve ‘foco’ e ‘paciência’ na política externa americana
Como funcionam as pesquisas eleitorais nos Estados Unidos

Biden agora tem US$ 432 milhões no banco para sustentar os trabalhos até o último mês da corrida eleitoral, de acordo com a gerente de campanha Jen O’Malley Dillon.

Trump perdeu vantagem

Trump teve uma vantagem considerável em caixa disponível para gastos da campanha durante grande parte da corrida. No entanto, uma combinação de custos altos e aumento das doações provocadas pela Convenção Nacional Democrata, além da adição da senadora Kamala Harris à chapa democrata em agosto, ajudou a campanha de Biden a superar os republicanos em mais de US$ 141 milhões.

Em um vídeo anunciando o número de setembro, Biden compartilhou a notícia com um apoiador de base chamado Trimicka. “É mais dinheiro do que eu jamais consegui em toda minha vida. Estou muito emocionado com isso.”

Segundo Dillon, mais da metade do dinheiro arrecadado (US$ 203 milhões) é oriundo de doadores virtuais. A campanha adicionou 1,1 milhão de novos doadores somente em setembro, representando 20% do total de 5,5 milhões de doadores em toda a campanha. A contribuição média foi de US$ 44.

A campanha de Trump ainda não anunciou os números de arrecadação de fundos de setembro. Embora Biden tenha lutado para competir financeiramente com os concorrentes durante as primárias democratas, isso mudou quando ele se tornou oficialmente o indicado do partido.

Depois de uma série de trimestres positivos de arrecadação de fundos, Biden começou a diminuir a diferença de caixa disponível com relação à campanha de Trump. Junto com o Comitê Nacional Democrata e os comitês conjuntos, o ex-vice-presidente encerrou agosto com US$ 466 milhões de caixa disponível, enquanto Trump e o Comitê Nacional Republicano tinham US$ 325 milhões.

(Texto traduzido. Leia o original em inglês.)

Mais Recentes da CNN