Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Entrada de Suécia e Finlândia na Otan é “desestabilizadora”, diz vice-ministro russo

    Finlândia e Suécia anunciaram seus pedidos para aderir à Otan em maio, citando a invasão russa da Ucrânia como motivo para abandonarem décadas de neutralidade na política externa

    Cúpula da Otan em Madri
    Cúpula da Otan em Madri Presidente turco, Tayyip Erdogan; presidente da Finlândia, Sauli Niinisto; premiê da Suécia, Magdalena Andersson; secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg; chanceler turco, Mevlut Cavusoglu; chanceler sueca, Ann Linde; e chanceler finladês, Pekka Haavisto, durante cúpula da Otan em Madri28/06/2022REUTERS/Violeta Santos Moura

    da Reuters

    Ouvir notícia

    A Rússia vê os planos de Suécia e Finlândia de aderir à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) como um movimento desestabilizador, disse o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Ryabkov, nesta quarta-feira (29), após os dois países nórdicos avançarem para ingressar rapidamente na aliança militar.

    “Consideramos a expansão da aliança do Atlântico Norte como um fator puramente desestabilizador nos assuntos internacionais. Ela não acrescenta segurança nem aos que a estão expandindo, nem aos que se juntam a ela, nem a outros países que percebem a aliança como uma ameaça”, disse Ryabkov, segundo a agência de notícias Interfax.

    Finlândia e Suécia anunciaram seus pedidos para aderir à Otan em maio, citando a invasão russa da Ucrânia como motivo para abandonarem décadas de neutralidade na política externa.

    Evitar a expansão da Otan até as fronteiras da Rússia foi exatamente o motivo citado pelo presidente russo, Vladimir Putin, ao lançar a invasão, que ele chama de “operação militar especial”, de Moscou na Ucrânia, em 24 de fevereiro.

    Mas a Rússia tem enviado sinais mistos sobre os riscos para sua segurança devido à entrada de Finlândia e Suécia na aliança.

    Em maio, Putin afirmou: “Quanto à expansão, a Rússia não tem nenhum problema com esses Estados — nenhum. E assim, neste sentido, não há nenhuma ameaça imediata à Rússia de uma expansão (da Otan) para incluir esses países”.

    A Turquia, que faz parte da Otan, ameaçou inicialmente bloquear a adesão de Finlândia e Suécia, citando o que chamou de apoio da Suécia a militantes curdos e sua proibição de exportação de alguns tipos de armas para a Turquia.

    No entanto, a Turquia abandonou suas objeções às candidaturas dos dois países à Otan na terça-feira, quando a aliança iniciou uma cúpula de três dias em Madri.

    Mais Recentes da CNN