EUA começam a enviar testes caseiros gratuitos de Covid-19 para a população

Em coletiva sobre primeiro ano de governo, Joe Biden prometeu 1 bilhão de testes aos norte-americanos

Autoteste para identificar o coronavírus. Imagem ilustrativa
Autoteste para identificar o coronavírus. Imagem ilustrativa Reprodução

Jacqueline HowardBetsy Kleinda CNN

Ouvir notícia

Alguns dos testes caseiros gratuitos de Covid-19 – que os norte-americanos encomendaram online por meio do governo federal – começaram a ser enviados na quinta-feira (20), afirmou o coordenador de resposta à Covid-19 da Casa Branca, Jeff Zients, a repórteres durante uma entrevista coletiva nesta sexta-feira (21).

Zients disse que, assim que os testes foram entregues pelos fabricantes, a Casa Branca deu início ao envio para as famílias que fizeram os pedidos.

“É um esforço total”, disse ele, acrescentando que a demanda foi “alta” e houve milhões de pedidos concluídos por meio do site.

Pressionado especificamente por vários repórteres, incluindo Kaitlan Collins, da CNN, sobre quantas famílias haviam solicitado testes até agora, Zients se recusou a dizer.

Ele disse que um número mais específico de quantos pedidos foram feitos será divulgado publicamente assim que os dados forem reunidos.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, fez um pronunciamento nesta quarta-feira (19), na Casa Branca, onde avaliou os desafios do primeiro ano de governo. A vacinação contra a Covid-19, a reabertura da economia e a geração de empregos no país foram destacados pelo presidente norte-americano como “progressos notáveis”.

Dentre as medidas de contenção da variante Ômicron, Biden afirmou que serão disponibilizados 1 bilhão de testes de coronavírus aos cidadãos. Biden destacou o avanço na imunização e afirmou que o país está vacinando 9 milhões de pessoas por semana.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Mais Recentes da CNN