Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    EUA destruíram mais de 80 drones do Irã e Iêmen durante ataque a Israel, diz Comando Central

    Foram lançados mais de 350 drones e mísseis no último sábado (13)

    Philip Wangda CNN

    As forças dos EUA interceptaram mais de 80 drones de ataque unidirecional e pelo menos seis mísseis balísticos do Irã e do Iêmen durante o ataque a Israel, de acordo com um comunicado do Comando Central do país neste domingo (14).

    A operação incluiu a destruição de um míssil balístico em seu veículo lançador e sete drones em solo em áreas do Iêmen controladas pelos Houthi, apoiadas pelo Irã, disse o Centcom.

    “O comportamento contínuo sem precedentes, maligno e imprudente do Irã põe em perigo a estabilidade regional e a segurança das forças dos EUA e da coligação”, acrescentou o comunicado.

    O Irã deu início a uma ofensiva sem precedentes contra Israel. Foram lançados mais de 350 drones e mísseis no último sábado (13). Grande parte do número foi interceptada antes de chegar a Israel.

    Para evitar estragos, a força militar israelense usou um escudo, conhecido como “Domo de Ferro”, que consiste em mísseis interceptadores que se chocam no ar com a ameaça inimiga, impedindo que o ataque aconteça.

    Quase todos os projéteis lançados em direção a Israel foram interceptados pelo sistema, segundo informaram as Forças de Defesa de Israel (FDI).

    Desde o início do conflito no Oriente Médio em outubro passado, esta foi a primeira vez que o Irã realizou um ataque direto contra Israel.

    “Não nenhuma justificativa para um ataque desta natureza como aconteceu esta noite. O fato de que as forças israelenses conseguiram interceptar [os drones e mísseis], não pode ser levado de uma maneira leve”, argumentou o embaixador de Israel no Brasil.

    O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que o país está preparado para dar uma resposta militar ao Irã.