Farmácias do Reino Unido começam a vacinar contra o coronavírus

Primeiro-ministro Boris Johnson diz que meta é imunizar 15 milhões de pessoas até meados de fevereiro

Farmacêutica vacina idoso no Reino Unido com imunizante contra a Covid-19
Farmacêutica vacina idoso no Reino Unido com imunizante contra a Covid-19 Foto: Reuters

Reuters

Ouvir notícia

As farmácias no Reino Unido começaram a administrar vacinas contra a Covid-19 nesta quinta-feira (14), enquanto o governo busca acelerar a distribuição dos imunizantes para milhões de pessoas por semana para cumprir uma meta ambiciosa de entrega.

Farmácias populares, como Boots e Superdrug, vão oferecer as vacinas, com duzentas outras farmácias comunitárias a serem incluídas na próxima quinzena, reunindo hospitais, consultórios médicos e sete centros de grande porte na aplicação de vacinas.

 

O primeiro-ministro Boris Johnson disse na quarta-feira (13) que o Reino Unido tinha como meta um programa de vacinação de 24 horas, 7 dias por semana, o mais rápido possível, já que visa imunizar 15 milhões de pessoas até meados de fevereiro.

O governo pretende vacinar as pessoas nas quatro camadas consideradas de maior risco – idosos, clinicamente vulneráveis, profissionais de saúde e da assistência social da linha de frente – até 15 de fevereiro, algo que exigiria mais de 2 milhões de vacinações por semana.

O programa de vacinação que o governo diz estar sendo implementado mais rápido do que seus vizinhos europeus, ajudará a abrir uma maneira de sair de um novo bloqueio que começou na Inglaterra na semana passada.

 

Mais Recentes da CNN