Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Israel e Hamas continuam com negociações para libertar reféns mesmo após fim da trégua, diz EUA

    Autoridades americanas acreditam que a pausa nos conflitos poderia ser retomada ainda nesta sexta-feira (01)

    Hamas liberta reféns
    Hamas liberta reféns Reféns sequestrados por homens armados do Hamas em 7 de outubro são escoltados por membros da Cruz Vermelha Internacional, como parte do acordo de troca de reféns-presos entre o Hamas e Israel30/11/2023Braço Militar do Hamas/Divulgação via REUTERS

    Da CNN*

    Israel e Hamas ainda negociam a libertação dos reféns, em Gaza, mesmo depois do fim da trégua. Autoridades dos Estados Unidos, que estão na comitiva do secretário de Estado Antony Blinken, disseram à CNN que a pausa nos combates em Gaza poderia ser retomada ainda nesta sexta-feira (01).

    Blinken deixou Israel momentos depois que as Forças de Defesa israelenses anunciaram a retomada dos combates.

    Algumas autoridades americanas afirmaram aos jornalistas que as negociações continuam. Mas o Hamas ainda não entregou a lista de reféns que podem ser libertados para a continuação da trégua.

    Em um comunicado, o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu disse que os combates foram retomados em Gaza depois que o Hamas rompeu o acordo de trégua e “não respeitou sua obrigação de liberar todas as mulheres sequestradas”. A nota diz ainda que o grupo radical “lançou foguetes contra os cidadãos israelenses”.

    O Hamas, por outro lado, disse que não tem mais mulheres e crianças para libertar, segundo a autoridade do Departamento de Estado americano.

    Israel acredita que 137 reféns permanecem em Gaza

    Israel acredita que ainda há 137 pessoas sob domínio do Hamas, disse o gabinete do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, nesta sexta-feira (01).

    Entre as vítimas, 117 são homens e 20 mulheres, segundo o comunicado. Sendo 126 israelenses e 11 estrangeiros. Duas crianças com menos de 18 anos e 10 pessoas com 75 anos ou mais também estão entre as vítimas.

    Um total de 110 pessoas foram soltas pelo Hamas até agora, sendo 86 israelenses e 24 estrangeiros.

    *Por Alex Marquardt e Richard Allen Greene

    Este conteúdo foi criado originalmente em Internacional.

    versão original