Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Kiev reforça segurança após ataques com mísseis balísticos

    Moscou tem usado mísseis mais rápidos e difíceis de serem derrubados

    Rua de Kiev perto de local atacado por míssil russo
    Rua de Kiev perto de local atacado por míssil russo 25/3/2024 REUTERS/Gleb Garanich

    Dan Peleschukda Reuters

    As medidas de segurança na capital ucraniana, Kiev, serão reforçadas após uma série de ataques de mísseis balísticos russos e ameaças de escalada, disse uma autoridade municipal nesta quinta-feira (28).

    A Rússia realizou ataques aéreos combinados contra o sistema de energia da Ucrânia na semana passada, no que Moscou disse ser parte de uma série de ataques de “vingança” em resposta ao bombardeio de Kiev contra regiões russas.

    Desde então, Moscou aumentou o uso de mísseis balísticos, que são muito mais rápidos do que os mísseis de cruzeiro comuns e mais difíceis de serem derrubados, para atacar cidades ucranianas.

    Serhiy Popko, chefe da administração militar de Kiev, disse que um conselho de defesa da cidade vai analisar a realização de eventos públicos e aumentar a segurança em torno de grandes reuniões.

    Ele afirmou que a decisão foi tomada devido às declarações russas e ao uso, pelas forças russas, de mísseis que atingem seus alvos minutos depois de serem disparados.

    Ele acrescentou que agentes russos “e outros elementos inimigos” poderiam estar tentando se infiltrar na cidade.

    “Peço aos moradores de Kiev que permaneçam calmos. Não entrem em pânico. Estamos usando medidas preventivas para que Kiev e seus residentes sejam defendidos de forma confiável”, disse ele no Telegram.

    As autoridades ucranianas regularmente pedem a seus aliados ocidentais que forneçam mais sistemas de defesa aérea e munições para barrar os crescentes ataques de mísseis e drones russos.