Prime Time

seg - sex

Apresentação

Ao vivo

A seguir

    Em meio a incertezas sobre saúde, Kim Jong Un aparece em evento público

    Líder da Coreia do Norte compareceu, segundo a mídia estatal, a um evento de conclusão de fábrica de fertilizantes em Pyongyang

    Da CNN, em São Paulo*

    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un
    O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, inaugura fábrica de fertilizantes, segundo mídia estatal
    Foto: KCNA

    A agência de notícias KCNA, veículo estatal de comunicação do governo da Coreia do Norte, afirmou nesta sexta-feira (1º) que o líder do país, Kim Jong Un, participou de evento para marcar a conclusão de uma fábrica de fertilizantes em uma região ao norte da capital, Pyongyang.

    A visita foi noticiada pela Reuters e pela agência sul-coreana Yonhap, que não conseguiram confirmar de forma independente a informação da KCNA.

    Este é o primeiro de um relato de agenda pública de Kim desde 11 de abril, quando ele compareceu a uma agenda política do país.

    Segundo a KCNA, Kim Jong Un cortou a fita, o que, de acordo com o relato da agência, “resultou em estrondosos gritos de ‘viva!’ para o Líder Supremo, que está comandando a marcha de toda a população para alcançar a grande causa da prosperidade”.

    A agência disse que o líder norte-coreano estava acompanhado dos oficiais do alto escalão e do país e da sua irmã, Kim Yo-Jong. Nos últimos dias, ela foi citada como possível sucessora em meio a especulações sobre o real estado de saúde do irmão. 

    Assista e leia também: 

    Por que a confusão sobre a saúde de Kim Jong Un faz muito sentido

    Desde que Kim perdeu as celebrações do aniversário de nascimento do fundador do estado, Kim Il Sung, em 15 de abril, há incerteza a respeito de sua saúde. O dia é um feriado importante na Coreia do Norte e Kim costuma fazer uma visita ao mausoléu onde seu avô está sepultado.

    Segundo apurou a CNN com uma autoridade americana, os Estados Unidos possuíam informações de que Kim Jong-un estava em estado grave após se submeter a uma cirurgia. A Coreia do Norte não permite acompanhamento externo ativo por parte da mídia e das demais nações.

    As informações mais recentes, no entanto, apontam que ele não está seriamente doente e que segue no poder. “Nós acreditamos que ele siga no comando”, disse uma fonte, sob a condição de anonimato. Após o relato da KCNA, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que ele fará um comentário sobre Kim Jong Un em um próximo momento.

    Mais recentemente, informações da Coreia do Sul e de monitoramentos do deslocamento de navegações de luxo indicavam que o líder norte-coreano estava bem e na área de Wonsan

    *Com informações da Reuters