Líderes mundiais comentam posse de Biden; veja repercussão

Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que Europa voltou a ter um amigo

Da CNN

Ouvir notícia

 

Joe Biden assume como o 46º presidente eleito do Estados Unidos nesta quarta-feira (20). O democrata deve promover uma série de mudanças com relação à política externa, num caminho oposto ao republicano Donald Trump.

Líderes mundiais começaram a reagir à posse de Biden, oferecendo parabéns, disputando uma posição na vanguarda de sua agenda política e, em alguns casos, solicitando uma reversão das decisões dos Estados Unidos nos últimos anos.

Irã

Dentre os pedidos, está o realizado pelo presidente do Irã, Hassan Rohani, que solicitou a Biden que os Estados Unidos retornem ao acordo nuclear de 2015 e retire as sanções impostas pelo governo Trump ao país. Em uma reunião ministerial, Rohani disse que “a bola está com os americanos”.

“Se Washington retornar ao acordo, nós vamos respeitar completamente as nossas obrigações”, disse o presidente iraniano, que qualificou o governo Trump como “uma era de tiraria que hoje chega a seu final”. “Trump não deu outros frutos que não a injustiça e a corrupção, além de causar problemas para seu próprio povo e o mundo todo.”

Irã
O presidente do Irã, Hassan Rouhani
Foto: Reuters 

Tensões entre Washington e Teerã aumentaram desde que Trump abandonou o pacto e chegaram ao ápice quando os EUA, no ano passado, mataram o general Qasen Soleimani, chefe da Guarda Revolucionária do Irã.

Nas últimas semanas, analistas temeram a movimentação de ativos militares no Golfo a dias da posse de Biden.

União Europeia

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, destacou que a Europa voltou a ter um “amigo” com a posse de Biden. “Mais uma vez, depois de quatro longos anos, a Europa tem um amigo na Casa Branca” “Este novo amanhecer na América é o momento que esperamos por tanto tempo. A Europa está pronta para um novo começo com nosso parceiro mais antigo e confiável”, disse ela no Parlamento Europeu em Bruxelas, Bélgica.

Von der Leyen disse ainda que a posse de Biden será “uma mensagem de cura para uma nação profundamente dividida e será uma mensagem de esperança para um mundo que espera que os EUA voltem ao círculo de Estados com interesses semelhantes”.

Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen
Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen
Foto: John Thys/Reuters
 

China

Horas antes da posse, Pequim expressou esperança de que Biden “olhasse para a China de forma racional e objetiva” para reparar “graves danos” nas relações bilaterais causados pela presidência de Trump.

“Nos últimos quatro anos, o governo dos Estados Unidos cometeu erros fundamentais em sua percepção estratégica da China … Interferindo nos assuntos internos da China, suprimindo e difamando a China e causando sérios danos às relações China-EUA”, disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Hua Chunying. disse em uma coletiva de imprensa na quarta-feira.

Alemanha

O presidente alemão disse que estava aliviado pelo fato de Biden ser empossado nesta quarta-feira, chamando-o de “um bom dia para a democracia”.

“Nos Estados Unidos, (a democracia) resistiu a muita pressão”, disse Frank-Walter Steinmeier em um comunicado. “Apesar da hostilidade interna, as instituições dos Estados Unidos têm se mostrado forte”, disse ele. “Estou aliviado por Joe Biden tomar posse como presidente hoje e vir para a Casa Branca. Sei que esse sentimento é compartilhado por muitas pessoas na Alemanha”, declarou.

Reino Unido

Boris Johnson responde questionamentos do Parlamento sobre vacinação
Boris Johnson, premiê britânico
Foto: Parlamento Britânico/Reuters

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, disse estar ansioso por um relacionamento próximo com o governo Biden. “Como eu disse quando falei com ele (Biden) sobre sua eleição como presidente, estou ansioso para trabalhar com ele e com sua nova administração, fortalecendo a parceria entre nossos países e trabalhando em nossas prioridades comuns: do combate às mudanças climáticas, reconstruindo melhor da pandemia e fortalecimento de nossa segurança transatlântica “, disse Johnson no parlamento.
Com informações de Ramin Mostaghim e James Griffiths da CNN, em Washington.

Vaticano

Papa Francisco na primeira audiência pública desde março
Papa Francisco 
Foto: Guglielmo Mangiapane – 02.set.220 / Reuters

O Papa Francisco abriu sua mensagem a Joe Biden desejando bons votos e abençoando o seu governo. 

“Por ocasião de sua inauguração como o quadragésimo sexto presidente dos Estados Unidos da América, desejos os mais cordiais votos e a certeza de minhas orações para que Deus lhe conceda sabedoria e força no exercício do seu alto cargo”, pontuou.

O líder da igreja católica também ressaltou a sua preocupação quanto aos mais afetados pela pandemia do novo coronavírus.

“Rezo para que as vossas decisões sejam orientadas pela preocupação de construir uma sociedade marcada pela justiça e pela liberdade autênticas, junto com o respeito inabalável pelos direitos e pela dignidade de cada pessoa, especialmente dos pobres, dos vulneráveis ??e daqueles que não têm voz”, reforçou.

Rússia

O porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov,
O porta-voz do Kremlin,Dmitry Peskov
Foto: Divulgação

O Kremlin disse nesta quarta-feira que continua comprometido em estender o tratado de controle de armas nucleares “Novo START” com os Estados Unidos e acolherá os esforços prometidos pelo governo do presidente eleito dos EUA, Joe Biden, para chegar a um acordo.

O novo acordo START (Tratado de Redução de Armas Estratégicas), que foi assinado em 2010 e expira em fevereiro, limita o número de ogivas nucleares estratégicas, mísseis e bombardeiros que a Rússia e os Estados Unidos podem usar.

“A Rússia e seu presidente são a favor da preservação deste acordo”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres em uma teleconferência. “Se nossos colegas americanos demonstrarem de fato vontade política de preservar este pacto estendendo-o, isso será bem-vindo.”

Japão

Yoshihide Suga
Yoshihide Suga
Foto: Twitter/ Reprodução

O primeiro ministro do Japão,Yoshihide Suga parabenizou Biden e Harris pelo Twitter.

“Parabéns ao presidente @JoeBiden e ao vice-presidente @KamalaHarris por sua posse. Japão e Estados Unidos são aliados firmemente ligados por laços e valores universais compartilhados”, disse Suga.

Chile

Sebastián Piñera disse que Chile receberá doses da vacina da Pfizer nesta semana
Presidente do Chile, Sebastián Piñera
Foto: Rodrigo Garrido – 8.nov.2020/Reuters

Seguindo o modelo de outros líderes mundiais, o presidente do Chile Sebastian Piñera fez suas considerações também via Twitter. 

“Hoje @JoeBiden assume como 46º presidente dos Estados Unidos. Seu governo terá a missão de curar a alma do país e fortalecer a amizade cívica. O compromisso com a democracia, a liberdade e os direitos humanos não conhece fronteiras. Desejo o melhor ao presidente Biden”, enfatizou Piñera. 

México

Presidente do México, Andres Manuel Lopez Obrador
Presidente do México, Andres Manuel Lopez Obrador
Foto: Divulgação

O presidente do México, Andres Manuel Lopez Obrador,desejou os parabéns ao presidente eleito Joe Biden bem antes de sua posse na quarta-feira.

Durante sua fala, Lopez Obrador também disse que a pandemia do coronavírus, a recuperação econômica e a migração serão áreas-chave do relacionamento bilateral com os Estados Unidos. “Esses três temas são muito importantes: pandemia, recuperação econômica e migração”, pontuou.

Obrador também disse que Biden deve tomar medidas para resolver a situação de imigração dos mexicanos que trabalham nos Estados Unidos. 

Índia

Em uma série de tweets, o primeiro-ministro indiano Narendra Modi ofereceu suas “mais calorosas felicitações” a Biden e Harris.

Paquistão

Primeiro-ministro do Paquistão Imran Khan
Primeiro-ministro do Paquistão Imran Khan
Foto: Divulgação

O primeiro-ministro do Paquistão ressaltou que esperar construir uma parceria mais forte com os americanos na gestão Biden.

“Parabenizo o presidente @JoeBiden por sua posse. Espero trabalhar com a @POTUS na construção de uma parceria mais forte entre o Paquistão e os Estados Unidos por meio de comércio e engajamento econômico, combate às mudanças climáticas, melhoria da saúde pública, combate à corrupção e promoção da paz na região e além”, disse Khan.

Espanha

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez
O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sánchez
Foto: Pool Moncloa/Borja Puig de la Bellacasa

O primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez elogiou Biden e fez críticas ao ex-presidente,Donald Trump. 

“A vitória de Biden representa a vitória da democracia sobre a extrema-direita e seus três métodos: a desilusão em massa, a divisão nacional e o abuso, até mesmo violento, das instituições democráticas… Cinco anos atrás, nós pensávamos que Trump era uma piada de mau gosto, mas cinco anos depois, percebemos que ele prejudicou nada menos do que a mais poderosa democracia do mundo”, explicou.

Israel

Premiê ficará 18 meses no cargo antes de se alternar com o ex-rival Benny Gantz
Benjamin Netanyahu discursa no Parlamento de Israel
Foto: Reuters

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu declarou que possui uma “amizade calorosa” com Biden. 

“Parabéns, presidente Joe Biden e vice-presidente Kamala Harris, por sua histórica posse. Presidente Biden, eu e você temos uma amizade calorosa há muitas décadas. Estou ansioso para trabalhar com você para fortalecer ainda mais a aliança EUA-Israel, para continuar expandindo a paz entre Israel e o mundo árabe e para lidar com desafios comuns, principalmente a ameaça representada pelo Irã”, escreveu Netanyahu.

Hamas

O porta-voz do grupo islâmico palestino Hamas, Fawzi Bahoum que “não há pesar pela saída de Trump, pois ele tem sido a maior fonte e patrocinador da injustiça, violência e extremismo no mundo, além de parceiro direto da ocupação israelense em agressão ao nosso povo.”

“O presidente dos EUA, Joe Biden, precisa reverter o curso de políticas equivocadas e injustas contra nosso povo e construir as bases para segurança e estabilidade na região.”

Brasil

Bolsonaro Biden
Foto: Reprodução

 

O presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

O tom da carta, segundo interlocutores do presidente que tiveram acesso a ela, é de que as relações entre o Brasil e os Estados Unidos sejam firmes durante a gestão Biden, que tomou posse hoje.

Outras autoridades brasileiras também parabenizaram o novo presidente dos Estados Unidos. Dentre elas o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB).

Com informações de Ramin Mostaghim e James Griffiths da CNN, em Washington

Mais Recentes da CNN